top of page

Moeda de transação do BRICS poderá se chamar 'R5'

Após adesão dos seis novos Estados-membros ao BRICS, grupo deve concentrar esforços em definir os critérios para futuras adesões e mecanismos para a liquidação de pagamentos intrabloco com o desenvolvimento de uma moeda para transações internacionais. A almejada moeda para transações internacionais do BRICS, que vai permitir aos membros do bloco comercializar sem utilizar o dólar norte-americano, poderá se chamar "R5", revelou uma fonte da Sputnik Brasil durante a 15ª Cúpula do bloco em Joanesburgo, África do Sul.

Reprodução / TV BRICS

O nome é inspirado nas moedas nacionais dos cinco membros fundadores do bloco: real, moeda em circulação no Brasil, rublo, da Rússia, rupia, da Índia, renminbi (ou yuan), da China, e rand, da África do Sul.


Em seu discurso de terça-feira (22/8) no Fórum Empresarial do BRICS, o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que "o processo objetivo e irreversível de desdolarização dos nossos laços econômicos está ganhando impulso".


Segundo Putin, o bloco está fazendo esforços para desenvolver mecanismos eficazes de liquidação mútua e de controle monetário e financeiro.


Em entrevista à Sputnik, o economista argelino Murad Kuwashy disse acreditar "que a moeda do BRICS e essa aliança fortalecerão as economias dos países-membros. O Produto Interno Bruto [PIB] total dos países do BRICS já excede este índice das nações do G7 [grupo composto por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido]".


A presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD) do bloco e ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, em entrevista, afirmou que entre os objetivos imediatos do banco está o empréstimo em moedas nacionais, o que segundo analistas reduz a importância do dólar nas transações comerciais dos Estados-membros e abre maior espaço para a criação de instrumentos financeiros multilaterais.


Fonte: Sputnik Brasil

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page