top of page

Moraes autoriza quebra do sigilo bancário de Bolsonaro nos EUA


A PF pediu na noite desta quinta-feira, 17, a quebra do sigilo bancário do ex-presidente Jair Bolsonaro e seu ajudante de ordens, tenente-coronel Mauro Cid e de seu pai, o general da reserva Mauro César Lourena Cid, além da ex-primeira dama Michele Bolsonaro, ao governo dos Estados Unidos.

O pedido foi feito por meio de um acordo de cooperação internacional com base em decisão ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a ação da Polícia Federal (PF).

Com a devassa das contas no exterior em nome de Bolsonaro, Michele, Mauro Cid e Lorena, a Polícia Federal espera encontrar provas contra o ex-presidente no caso das joias do estado brasileiro recebidas ao longo do seu mandato e vendidas nos Estados Unidos. As informações foram apuradas pela CNN.



Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page