Moraes rejeita pedido da PGR para arquivar inquérito de Bolsonaro


Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou um pedido da vice-procuradora geral da República (PGR), Lindôra Araújo, para arquivar o inquérito que apura a participação do presidente Jair Bolsonaro (PL) no vazamento de informações sigilosas da Polícia Federal no ano passado.

A investigação teve início depois que Bolsonaro deu uma entrevista, em 4 de agosto de 2021, fazendo uso de informações sigilosas de um inquérito da PF sobre um ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018. Na entrevista, Bolsonaro usou o caso para voltar a atacar o sistema eleitoral brasileiro e as urnas eletrônicas.

Em sua decisão, Moraes considerou o pedido de arquivamento como extemporâneo, uma vez que fora feito muito depois de ela ter tomado conhecimento da primeira decisão, em maio, na qual o ministro rejeitou o arquivamento.

Com a decisão do ministro, as investigações prosseguem.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif