MP pede investigação de 'gasto inútil' com avião na Índia


(Foto: Ministério da Saúde)

O Ministério Público pediu ao Tribunal de Contas da União (TCU) uma investigação para apurar um “gasto inútil” de dinheiro da Saúde por parte do governo federal ao contratar aeronaves para buscar 2 milhões de doses de vacinas da AstraZeneca na Índia. Apesar dos gastos, o transporte da vacina nunca ocorreu, já que o governo indiano não liberou o imunizante para o Brasil.

A Fiocruz gastou cerca de R$ 500 mil com a aeronave e o Ministério da Saúde contratou um avião da Azul, cujo valor pago no aluguel não foi informado. A aeronave foi até adesivada com a imagem do Zé Gotinha, símbolo da campanha nacional de imunização contra a covid-19.

Segundo informações da Folha, o pedido de investigação é assinado pelo subprocurador-geral da República Lucas Furtado, que também pediu para investigar se houve superfaturamento e ato antieconômico na compra.

Atualmente, negociações de vacinas por parte do governo federal estão na mira de investigações na CPI da Covid, por supostos casos de corrupção e superfaturamento.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg