top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

MPRJ denuncia policial penal que matou torcedor do fluminense

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça junto ao IV Tribunal do Júri da Capital, denunciou, nesta terça-feira (11/4), o policial penal Marcelo de Lima, por homicídio triplamente qualificado. No último dia 1º de abril, após a partida entre Flamengo e Fluminense, no estádio do Maracanã, Marcelo atirou por diversas vezes contra os torcedores do Fluminense Thiago Leonel Fernandes da Motta e Bruno Tonini Moura, em frente a uma pizzaria, causando a morte de Thiago.

Divulgação

A denúncia relata que, por volta das 22h52, em frente à pizzaria “Os Renatos”, localizada na Rua Isidro de Figueiredo, Marcelo teria dito que “petista é igual flamenguista, tudo burro e ladrão”, o que provocou a revolta das vítimas. Após uma discussão, o denunciado, com vontade livre e consciente de matar, efetuou disparos de arma de fogo contra as vítimas, causando a morte de Thiago e só não matando a outra pessoa por circunstâncias alheias à sua vontade, uma vez que Bruno recebeu pronto e eficaz atendimento médico.


De acordo com o documento encaminhado à 4ª Vara Criminal da Capital, os crimes foram praticados por motivo torpe, em razão do inconformismo de Marcelo com as posições políticas expressadas pelas vítimas após suas declarações, com emprego de meio que resultou em perigo comum, uma vez que o denunciado atirou em via pública, com grande número de pessoas circulando e confraternizando em bares locais. Além disso, os crimes foram praticados mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas, pegas desprevenidas pela ação inesperada do denunciado.


Por MPRJ


Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page