Mudanças nas linhas de ônibus começam neste sábado (28/5)

A Prefeitura de Niterói inicia neste sábado (28/5) um plano de reorganização das linhas de ônibus da cidade. O objetivo das mudanças é reduzir o tempo de espera para os usuários, diminuir a sobreposição de linhas e melhorar o fluxo de veículos pela cidade. A principal alteração será com a linha Oceânica 3 (Engenho do Mato-Centro), que deixará de passar pelas avenidas Roberto Silveira, Marquês de Paraná e Amaral Peixoto e chegará ao terminal Rodoviário João Goulart via Praia de Icaraí e Ingá. Além disso, terá seu intervalo de circulação reduzido de 15 para 7 minutos.

Divulgação / Prefeitura de Niterói

“Uma pesquisa feita com usuários de ônibus na Região Oceânica mostrou que 70% das pessoas que utilizam o transporte público têm como destino final a Praia de Icaraí, o Ingá e o ponto em frente ao Plaza Shopping. Essa mudança cria uma linha de desejo desse público, que terá uma opção no Corredor Transoceânico passando por Icaraí”, explicou o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier.


O secretário destaca ainda que, como contrapartida pela mudança, os consórcios voltarão a circular com 100% da frota pela TransOceânica. Com isso, a Linha Oceânica 1 (Piratininga-Centro) seguirá circulando com intervalo de 10 minutos, a linha Oceânica 2 (Itaipu-Centro), reduzirá seu intervalo de 15 para 10 minutos e a Oceânica 3 terá intervalo de circulação de 7 minutos.


Outra mudança em ônibus que circulam pela Região Oceânica de Niterói envolve as linhas 52A (Baldeador-Charitas) e 54 (Sapê-Piratininga). As duas linhas passarão a circular apenas em dias úteis e em horários de pico (de 5h às 10h e de 16h às 20h). Nos demais horários, a recomendação é que os usuários façam a integração utilizando o Bilhete Único Municipal, que permitirá que os usuários façam o mesmo trajeto pagando uma única passagem e com um menor tempo de espera. O trajeto já é coberto pelas linhas 35, 38A e 36 e 39A.


A linha 57, que atualmente liga Santa Rosa ao Centro via Fagundes Varela também será alterada. A linha passará a ser circular, saindo do terminal rodoviário João Goulart, passando pela Rua Fagundes Varela e retornando ao Centro via Rua Miguel de Frias, Praia das Flexas e Ingá. Além de reduzir a sobreposição de linhas que hoje chegam ao Centro pela Rua Mario Vianna, em Santa Rosa, a medida reduzirá o tempo de espera de quem mora na Fagundes Varela - que só é atendida pela linha 57 – de 40 minutos para 20 minutos.


O replanejamento das linhas de ônibus de Niterói inclui o remanejamento dos veículos que circulam na linha 62A, que liga o bairro do Caramujo a Charitas, na Zona Sul da cidade. Com a mudança, os veículos que hoje circulam por essa linha, que será extinta, reforçarão as frotas das linhas 26 e 26A, diminuindo o tempo de espera nas saídas de ônibus do Caramujo de 40 para 20 minutos. Os usuários da linha 62A poderão utilizar a linha 62B ou fazer o transbordo até a Alameda para pegar em seguida a linha 62, pagando apenas uma passagem caso utilizem o Bilhete Único Municipal.


“O reforço nas linhas que ligam o bairro ao Centro é uma reivindicação dos moradores do Caramujo. Com essa alteração, poderemos diminuir o intervalo de viagens até o Centro sem deixar de atender o público que se desloca para a Zona Sul, que seguirá tendo a opção das linhas 62 e 62B”, afirmou o secretário.


Rio do Ouro


O replanejamento nas linhas de ônibus prevê ainda uma mudança na linha 48, que liga o Rio do Ouro ao Terminal Rodoviário João Goulart, no Centro. A cada três ônibus que saírem do ponto final no Rio do Ouro, um passará a circular com a linha 48SP (Serviço Parcial), fazendo o retorno em Icaraí. O objetivo é trazer mais regularidade para os horários da linha, que tem um dos itinerários mais extensos da cidade. Mas essa alteração só deverá ocorrer a partir do sábado seguinte (4/6).


“Essa linha passa por quatro regiões da cidade, o que cria problemas para se manter uma regularidade de horários. Com esse retorno operacional em Icaraí em uma a cada três viagens, conseguimos reduzir tempo de trajeto e fazer mais viagens usando a mesma frota, mantendo o intervalo de circulação em 10 minutos”, destacou Renato Barandier.


Divulgação / Prefeitura de Niterói

Fiscalização


Além das mudanças nas linhas, a subsecretaria de Transporte e Trânsito de Niterói vai iniciar na próxima segunda-feira (30), uma ação com os agentes de trânsito que ficarão em pontos estratégicos na Av. Roberto Silveira e Av. Alameda São Boaventura durante todo o dia, intensificado a participação nos horários de maior fluxo (entre 7h e 10h e entre 17h e 19h30). O objetivo é coibir as irregularidades que vêm acontecendo nessas vias, onde já houve um trabalho educativo. Os agentes vão autuar os veículos que estiverem utilizando as faixas seletivas de forma irregular. Este serviço foi interrompido durante o período da pandemia da Covid-19 e voltará para contribuir com a melhoria do trânsito na cidade.


Rua Sete de Setembro


A Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade estuda a criação de uma faixa exclusiva para ônibus na Rua Sete de Setembro, em Icaraí, no trecho entre as ruas Nóbrega e Gavião Peixoto. O objetivo é melhorar a fluidez do trânsito no local, por onde circulam seis linhas de ônibus, sendo quatro intermunicipais. Após conversa com comerciantes da rua, a secretaria optou por iniciar apenas, neste primeiro momento, a restrição dos horários de estacionamento na via. Após o período de teste, será avaliada a instalação definitiva ou não da faixa exclusiva.


Meio Ambiente


Além do impacto positivo esperado para o trânsito na cidade e a redução no intervalo das viagens, o secretário Renato Barandier ressalta que as mudanças também serão benéficas para o meio ambiente. Segundo ele, um estudo mostrou que, apenas com o replanejamento, a cidade deixará de emitir 90 toneladas de CO2 por ano, número que equivale ao plantio anual de 650 árvores.


“Somente com essas alterações, reduzindo trajetos e deixando de fazer viagens com poucos passageiros, vamos conseguir melhorar o atendimento à população e ainda produzir um impacto positivo para o meio ambiente na cidade”, explicou.


Bilhete Único Municipal


O Bilhete Único de Niterói foi criado em 2011 pela Lei n° 2.851/2011 e sua aquisição é vinculada ao CPF do usuário. Utilizando o Bilhete Único de Niterói, os passageiros de linhas municipais pagam apenas uma tarifa para usar dois ônibus municipais em sequência, dentro do intervalo de duas horas entre o primeiro e o segundo embarque.


O benefício também pode ser obtido na viagem de volta, mas é preciso esperar o intervalo mínimo de três horas entre um e outro deslocamento, ou serão cobradas passagens integrais. Depois da segunda utilização, o desconto só vai estar disponível no dia seguinte.


O Bilhete Único Municipal é um benefício que pode ser utilizado pelos usuários de linhas municipais da cidade e deve ser habilitado para utilização em qualquer cartão Riocard Mais vinculado a um CPF. O usuário que já possui um cartão Riocard Mais e deseja habilitar o benefício do Bilhete Único Municipal deve acessar o site cartaoriocardmais.com.br/paravoce, realizar o login, clicar em “Cartões” e “Cadastrar Cartões”.


O próximo passo é digitar o número do cartão, do chip e CPF. Depois, basta ir ao menu “Usuários”, acessar “Consulta e Alteração”, selecionar o usuário desejado e em “Alterar”. Em seguida, clicar em “Reutilizar cartão cadastrado”, selecionar o número do cartão e “Confirmar”.


Quem já possui o benefício do Bilhete Único Intermunicipal está automaticamente habilitado para o Bilhete Único Niterói. Os usuários que ainda não possuem o cartão Riocard Mais podem adquirir na loja de atendimento ao público que fica no Terminal Rodoviário João Goulart, no Centro de Niterói.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg