top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Mulheres contam com apoio digital contra assédio no carnaval

‘Ouviu um não? Respeite a decisão’ é o slogan da campanha que o Governo do Rio preparou para o Carnaval. Nela, são pontuadas atitudes de assédio contra a mulher – como puxar o cabelo, braço e a fantasia – e destacado o aplicativo Rede Mulher. Baixado gratuitamente no celular, a ferramenta tem um botão de emergência que aciona eletronicamente o 190, da Polícia Militar. ‘Seja um folião de respeito’, convoca uma das peças, divulgadas em redes sociais, rádios, jornais impressos, outdoors e pontos de ônibus, entre outros locais.

Divulgação

Em ação conjunta, as secretarias de Estado da Mulher, de Cultura e Economia Criativa e das polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro lançaram a campanha institucional na quarta-feira (15/2), no auditório da Biblioteca Parque Estadual, no Centro do Rio. Além da campanha de conscientização, o Governo do Estado também atua no enfrentamento de todos os tipos de violência contra a mulher.


Nesse Carnaval, policiais militares da Patrulha Maria da Penha – que assiste mulheres com medidas protetivas – estarão fazendo ações diárias de prevenção à violência contra a mulher na Marquês de Sapucaí, Intendente Magalhães, Baixada Fluminense, Niterói e interior do Estado. As 14 delegacias especiais de Atendimento à Mulher estarão com reforço policial no Carnaval.


A secretária da Mulher, Heloisa Aguiar, ressaltou que a parceria entre os órgãos é fundamental para o sucesso das ações.


"Trabalhamos para que a mulher seja orientada e protegida. Estamos todas de mãos dadas numa grande corrente para que o assédio seja reduzido e a mulher possa ter liberdade para se divertir no Carnaval", afirmou.

Divulgação

O programa Empoderadas, que atua na prevenção da violência contra a mulher com técnicas esportivas, vai distribuir materiais informativos sobre segurança para uso de carro de aplicativo, transporte público e locomoção a pé, entre outros temas, nas estações do metrô Carioca, Central, Uruguaiana e Catete, além do Sambódromo.


Para Danielle Barros, secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, o Carnaval é o palco para todas as ações de conscientização.


"Temos que trabalhar em conjunto para que tenhamos um Carnaval com conscientização e respeito ao próximo, além da valorização da nossa arte, da nossa cultura e do nosso povo", disse Danielle.


Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro



Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page