Niterói e a portuguesa Braga se tornam cidades irmãs


Prefeito Axel Grael apresenta o protocolo assinado com os portugueses de Braga / Berg Silva

Com o objetivo de estabelecer parcerias comerciais e trocar informações para impulsionar e fomentar novos negócios em conjunto, a Prefeitura de Niterói assinou, nesta terça-feira (08/02), um protocolo de cooperação com a cidade de Braga, em Portugal. O acordo visa promover e realizar intercâmbios nos campos da ciência e tecnologia, economia e comércio, esporte, agricultura, saúde, educação, cultura e turismo, com desenvolvimento recíproco.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, assinou o Memorando de Entendimento de Cidades Irmãs em uma cerimônia híbrida, que aconteceu de forma virtual por meio de videoconferência. O documento teve dois exemplares autênticos e com igual efeito jurídico assinados em Portugal pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.

“Estamos dando um grande passo. Ambas as cidades, a partir deste documento, concordam em realizar intercâmbios, discutir e implementar questões de interesse comum, estreitando as relações diplomáticas. Será uma troca de experiências e de desenvolvimento recíproco. Cada cidade vai colaborar de uma forma. O Gabinete do Prefeito de Braga e o Escritório de Gestão de Projetos de Niterói atuam como coordenadores entre as duas cidades, com o apoio da nossa Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Não tenho dúvida de que será uma troca muito promissora”, afirmou o prefeito Axel Grael.


O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, falou da importância do passo dado entre as cidades irmãs. “Braga tem um papel muito importante no contexto econômico de Portugal e Niterói se destaca com projetos de visão empreendedora. Acreditamos que as cidades vão empreender juntas em vários sentidos”, destacou o presidente da Câmara.


O secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói, Luiz Paulino Moreira Leite, observou que o acordo vem em um momento muito especial como forma de ampliar a integração regional com a União Europeia.


“Nada mais justo elaborarmos esse acordo de intenções com parceiros que tenham identidade para ampliarmos nossos horizontes. Comungamos de valores culturais e linguísticos, e de interesses comerciais comuns. Niterói é um exemplo de cidade no Brasil com um grande potencial de investimentos para as áreas naval, tecnológica, da construção civil, da pesca, entre outras. Estamos abertos para levar e trazer para a cidade”, disse Luiz Paulino.


A Associação Comercial e Industrial do Estado do Rio de Janeiro (ACIERJ) dará total apoio para novos projetos. O presidente da ACIERJ, Igor Baldez, falou sobre a importância do acordo. “Os portugueses já conheceram a cidade e se encantaram com as belezas naturais e com o potencial turístico de Niterói, entre outras coisas. Será uma troca de experiências e uma parceria que tem tudo para dar um bom retorno à cidade”, observou Baldez.

O cônsul-geral de Portugal no Rio de Janeiro, João de Deus, destacou que Braga tem características peculiares, assim como Niterói. “As duas cidades poderão se reinventar porque são de pátrias irmãs e com interesses similares em diversas áreas, o que pode ajudar a incrementar a economia dos dois municípios”, relatou o cônsul-geral.


A cerimônia foi acompanhada também por Valéria Braga, secretária do Escritório de Gestão de Projetos de Niterói, por representantes de associações comerciais e empresariais de Braga, e por empresários portugueses.

300x250px.gif
728x90px.gif