Niterói só tem vacinas para mais dois dias

Falando à população nesta segunda-feira, 15, em uma live do Facebook, o prefeito de Niterói, Axel Grael, confirmou que a vacinação do grupo de idosos a partir de 76 anos está mantida para esta terça, 16, e quarta-feira, 17. O cumprimento do restante do calendário de imunização definido pela prefeitura, porém, está na dependência, segundo ele, do envio de novos lotes de vacina pelo governo federal.

O prefeito e seu secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, que também participou da live, confirmaram que a taxa de ocupação dos hospitais da cidade, tanto públicos como privados, continua em alta. Rodrigo Oliveira informou que nesta segunda-feira haviam 97 pacientes internados no Hospital Oceânico, unidade de referência da prefeitura para o tratamento da covid-19, onde há uma semana só existiam cerca de 60 leitos ocupados.

O momento, segundo eles, é de extrema atenção, razão pela qual continuam mantidas as medidas de restrição adotadas na cidade há duas semanas. O objetivo da prefeitura é tentar conter a taxa de ocupação dos hospitais com medidas menos rigorosas que um lockdown, que poderia se tornar necessário caso o crescimento do número de casos fique descontrolado.


Roberto Miranda vacinado e ao lado do vice-presidente do Central, Marcos Abílio / Ricardo Rogers


Campeão vacinado no Central

A vacinação em Niterói continua sendo feita através das policlínicas da cidade e do Clube Central, em Icaraí, onde até o último final de semana já haviam sido vacinadas mais de 500 pessoas. Entre os imunizados está o ex-centroavante da Seleção Brasileira Roberto Miranda, integrante do grupo que conquistou o tricampeonato mundial de futebl em 1970, no México, e trouxe a Taça Jules Rimet em definitivo para o Brasil.

Roberto Miranda, natural de São Gonçalo, se destacou nos anos 60 no Botafogo, onde foi bicampeão carioca em 1967 e 1968. Ele também jogou no Flamengo e no Corínthians. O vice-presidente administrativo do Clube Central, Marcos Abílio, que também jogou no Botafogo, no Vasco e no Volta Redonda nos anos 70, fez questão de recepcionar o craque da seleção do tri, que também emprestou seu prestígio à campanha "Vacina sim!".

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: