Niterói suspende vacinação de grupos prioritários


Em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal, a Secretaria Municipal de Saúde de Niterói interrompeu a vacinação de grupos prioritários como trabalhadores da Educação, da limpeza, rodoviários, agentes da Secretaria de Ordem Pública e de trânsito. Está mantida a vacinação dos grupos com comorbidades por faixa etária e pessoas com deficiência permanente conforme previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.


Segunda dose suspensa

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói vai suspender a vacinação da segunda dose da CoronaVac neste sábado (8). O município recebeu poucas doses no último repasse do Ministério da Saúde e zerou o estoque nesta sexta-feira. O governo federal havia programado a entrega de novas doses nesta sexta-feira, o que não se confirmou. Portanto, o calendário divulgado precisou ser adaptado. A nova previsão é que na segunda-feira (10) a vacinação da segunda dose da Coronavac seja retomada, caso as vacinas cheguem neste sábado.

Niterói segue a imunização da primeira dose da AstraZeneca em pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente com cadastro no Benefício de Prestação Continuada (BPC). As pessoas com Síndrome de Down, renais crônicos, gestantes e puérperas até 45 dias, todos com mais de 18 anos, podem receber a imunização a qualquer dia. A vacinação da segunda dose também da AstraZeneca está mantida.

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói está programando a vacinação contra a Covid-19 de acordo com a quantidade de vacinas repassadas pelo Ministério da Saúde. A população pode consultar qual grupo está sendo convocado para a imunização nas redes sociais da Prefeitura de Niterói, no site oficial da Prefeitura (www.niteroi.rj.gov.br), ou pelo número 153.


Calendário antecipado

Niterói vai antecipar, a partir da próxima segunda-feira (10), o calendário de vacinação contra a Covid-19 nas pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente com cadastro no Benefício de Prestação Continuada (BPC). As pessoas com Síndrome de Down, renais crônicos, gestantes e puérperas até 45 dias, todos com mais de 18 anos, podem receber a imunização a qualquer dia. A vacina está disponível em 11 pontos de vacinação distribuídos pelo município, com entrada liberada das 8h às 16h e aplicação das vacinas até 17h, com exceção do Campo de São Bento que vai até as 16h.

Para receber a vacina, é necessário apresentar as seguintes documentações:

- Comorbidades: identidade com foto, CPF, comprovante de residência, relatório médico atualizado e/ou prescrição médica atualizada (até 6 meses).

- Deficiência Permanente: identidade com foto, CPF, comprovante de residência, relatório médico e/ou prescrição médica e documento que comprove o cadastro no BPC.

- Síndrome de Down: identidade com foto, CPF, comprovante de residência e relatório médico.

- Gestantes e puérperas: identidade com foto, CPF, comprovante de residência e documento que comprove o estado gestacional (ex. carteira de acompanhamento da gestante/pré-natal, laudo médico) ou fase de puerpério (ex. declaração de nascimento da criança, certidão de nascimento).

Em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal, a Secretaria Municipal de Saúde de Niterói suspendeu a vacinação de grupos prioritários como trabalhadores da Educação, da limpeza, rodoviários, agentes da Secretaria de Ordem Pública e de trânsito.

Neste sábado haverá vacinação em três locais, com aplicação da AstraZeneca, para a primeira e a segunda dose, das 8h às 12h.Posto volante no Colégio Gomes Pereira: Av. Rui Barbosa, 1250 – Largo da Batalha; Policlínica Regional Dr. Renato Silva - Avenida João Brasil, s/nº – Engenhoca; e drive thru na Universidade Federal Fluminense - Campus Gragoatá - Rua Alexandre Moura, 8 – São Domingos.


Calendário de comorbidades e pessoas com deficiência permanente com cadastro BPC:

Segunda-feira (10) e terça feira (11) – 45 anos ou mais

Quarta-feira (12) e quinta-feira (13) - 40 anos ou mais

Sexta-feira (14) e sábado (15) - 35 anos ou mais

Locais de vacinação: Policlínica Sérgio Arouca - Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil. Policlínica Dr. João da Silva Vizella - Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto. Policlínica Regional de Itaipu - Avenida Irene Lopes Sodré – Itaipu. Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva - Avenida Jansen de Melo, s/nº – São Lourenço. Policlínica Regional Doutor Guilherme Taylor March - R. Desembargador Lima Castro, 238 – Fonseca. Policlínica Regional de Piratininga Dom Luís Orione – Rua Dr. Marcolino Gomes Candau, 111– Piratininga. Policlínica Regional Dr. Renato Silva - Avenida João Brasil, s/nº – Engenhoca Drive thru na Universidade Federal Fluminense - Campus Gragoatá - Rua Alexandre Moura, 8 – São Domingos. Posto volante no Clube Central: Av. Jorn. Alberto Francisco Torres, 335 – Icaraí Posto volante no Colégio Gomes Pereira: Av. Rui Barbosa, 1250 – Largo da Batalha Posto volante no Campo de São Bento: Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Icaraí


Vacina contra gripe

A partir da próxima terça-feira (11), Niterói entra na segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (gripe). Nesta etapa, serão vacinados idosos com 60 anos ou mais e professores nas salas de vacina em todas as regiões da cidade, de segunda a sexta, das 8h às 17h. A imunização ocorre em três etapas, com a expectativa de vacinar cerca de 200 mil pessoas no município.


O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, pede que as pessoas que fazem parte do público-alvo não deixem de se vacinar.


“Se você faz parte do primeiro grupo prioritário e ainda não se vacinou, procure um posto mais próximo para receber a imunização. A vacina contra a gripe é fundamental para evitar as infecções pelos vírus da doença que podem causar complicações”, destacou o secretário.


A segunda fase vai seguir até 9 de junho, quando começa a terceira e última etapa, para pessoas que têm comorbidades, com deficiência permanente, bem como caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, e integrantes das Forças Armadas. Também fazem parte do público-alvo os funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.


A campanha contra a Influenza começou no dia 19 de abril, com a primeira fase para crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, mulheres que tiveram filho até 45 dias, trabalhadores da saúde e povos indígenas. Até o momento, cerca de 10 mil pessoas receberam a vacina. Quem faz parte desse grupo e ainda não foi imunizado pode procurar um local de vacinação.


Postos de vacinação – Este ano, a imunização contra a gripe está ocorrendo nos módulos do Médico de Família, nas Unidades Básicas e no Teatro Municipal. As Policlínicas Regionais, os postos volantes e o drive-thru da UFF seguem com a imunização contra a Covid-19. A divisão é para evitar aglomerações.


Documentos – Para receber a dose, as pessoas que fazem parte dos grupos-alvo da campanha devem comparecer às unidades de saúde levando carteira de identidade e outros comprovantes, de acordo com os grupos a que pertencem: trabalhadores da Saúde ou da Educação devem apresentar identidade profissional ou crachá; crianças de 6 meses até 4 anos, 11 meses e 29 dias, o cartão de vacinação; pessoas com 60 anos ou mais, a identidade; pessoas com doenças crônicas (a partir de 5 anos de idade), a solicitação médica, com indicação da doença; as puérperas, a certidão de nascimento do bebê ou cartão do pré-natal ou cartão de vacinação do bebê; e as gestantes só precisam declarar que estão grávidas.


A doença – A Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura uma semana e com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por aerossóis produzidos por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar. Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.

Algumas pessoas, como idosos, crianças novas, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A vacinação é a intervenção mais importante na redução do impacto da influenza.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, estima-se que a influenza acomete de 5% a 10% dos adultos e 20% a 30% das crianças, causando de 3 milhões a 5 milhões de casos graves e 250 mil a 500 mil mortes todos os anos.


Confira o endereço das salas de vacina:

Unidades Básicas de Saúde (UBS): Morro do Estado, Santa Bárbara, Engenhoca.

Programa Médico de Família (PMF) por regionais: Região Oceânica - Cafubá I, Cafubá II, Cafubá III, Engenho do Mato, Maravista e Várzea das Moças. Praias da Baía - Alarico, Jurujuba, Martins Torres, Preventório I, Preventório II, Souza Soares, Viradouro, Palácio, Ponta D’areia, Vital Brazil. Norte 1 - Caramujo, Jonathas Botelho, Morro do Céu, Teixeira de Freitas, Viçoso Jardim e Boavista. Norte 2 - Baldeador, Coronel Leôncio, Ilha da Conceição Leopoldina, Maruí, Marítimos, Nova Brasília, Vila Ipiranga. Pendotiba - Atalaia, Badu, Cantagalo, Grota I, Grota II, Ititioca, Maceió, Matapaca e Sapê.

Posto volante para adultos: Teatro Municipal João Caetano, no Centro.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg