top of page
banner niteroi carnaval 780x90px 16 02 24.jpg

Niterói aumenta participação no PIB nacional

A cidade de Niterói aumentou a participação no Produto Interno Bruto (PIB) do país. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, na última sexta-feira (15/12), uma pesquisa que mostra a participação das cidades no PIB nacional, que é a soma de bens e serviços produzidos no Brasil. As informações foram coletadas pelo IBGE entre 2020 e 2021. Niterói foi a terceira cidade do país que mais ganhou participação no PIB, passando de 0,54% em 2020 para 0,74% em 2021. Niterói também está entre os 25 municípios do país com maior participação no PIB. A cidade está na 13ª posição.

Divulgação / Prefeitura de Niterói

O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou que a pesquisa do IBGE é mais uma comprovação de que a cidade segue no caminho do desenvolvimento econômico com justiça social.


“Os números do IBGE mostram que estamos no caminho certo. Com uma gestão fiscal eficiente e responsabilidade na administração pública, a Prefeitura trabalha para criar condições favoráveis ao crescimento da economia de acordo com as vocações da cidade. A Prefeitura tem atuado neste sentido. Um exemplo é a dragagem do Canal de São Lourenço. A obra vai permitir a entrada de navios de grande porte no Canal, estimulando a construção de novas embarcações e ampliando o setor de reparos e offshore. Essa intervenção também vai incentivar as atividades portuárias e de pesca, movimentando toda a economia”, afirmou Axel Grael.


A pesquisa do IBGE também demonstrou que as cidades médias têm aumentado a participação no PIB nacional, o que caracteriza uma descentralização das atividades econômicas. A secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Ellen Bonadio Benedetti, ressaltou que Niterói tem mantido um ritmo de crescimento do PIB desde 2014.


“As medidas adotadas durante a pandemia para proteger a economia de Niterói foram fundamentais. Os programas de transferência de renda e de compensação dos efeitos da pandemia sobre o setor produtivo garantiram um nível de circulação de renda que propiciou a retomada econômica, pelo efeito multiplicador da manutenção do poder de compra dos cidadãos. Além disso, Niterói investiu em ações estratégicas de geração de emprego e renda, como o programa Moeda Social Arariboia, ações de fomento ao ambiente de inovação e à economia, com atração de empresas e negócios”, explicou Ellen Benedetti.


O secretário municipal de Fazenda em exercício, Heitor Moreira, enfatizou que o resultado da pesquisa do IBGE expressa o trabalho de gestão fiscal responsável e eficiente que garante investimentos em programas de recuperação de renda, geração de novos empregos e transferência de renda e de auxílio às empresas em atuação no município.


“Destaque para a performance do setor de serviços e para a atividade de extração de petróleo e gás. Além disso, os investimentos realizados nos programas Renda Básica, Empresa Cidadã e Supera Mais garantiram uma retomada acelerada da economia na cidade, preservando postos de trabalho e mitigando os impactos na atividade econômica. Cabe destacar que Niterói ocupa a 13ª posição de cidades do país que mais contribuíram para o PIB nacional, ainda que seja apenas a 44ª maior em população”, concluiu Heitor Moreira.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner niteroi carnaval 300x250px 16 02 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page