top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Niterói cria protocolo de apoio a mulheres em situação de risco

A Câmara Municipal de Niterói aprovou nesta quarta-feira (21/4), em segunda discussão, a criação do protocolo de acolhimento, auxílio e proteção à mulher niteroiense em situação de risco, a ser aplicado por estabelecimentos comerciais da cidade.

Vereador Binho Guimarães / Divulgação

De autoria do vereador Binho Guimarães (PDT), o projeto de lei tem o objetivo de apoiar a mulher vítima de importunação, assédio e violência dentro de bares, restaurantes, cafés, quiosques, polos gastronômicos, shoppings, casas noturnas, espaços de eventos, casas de shows, hotéis e centros de convenções.


Os estabelecimentos comerciais deverão oferecer treinamento especializado aos seus colaboradores, com instruções sobre técnicas de abordagem ao agressor e a conduta adequada a ser adotada com a vítima.


O texto seguirá para sanção do prefeito Axel Grael. A regulamentação será feita pela Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (CODIM), órgão municipal responsável pelas políticas públicas de direitos das mulheres, em até 60 dias após a publicação no Diário Oficial do Município.


Uma vez promulgada a lei, os estabelecimentos comerciais terão até 30 dias úteis para implementar o protocolo.


“Essa medida vai ser muito importante para dar às mulheres niteroienses mais segurança dentro dos estabelecimentos comerciais, que serão importantes aliados no combate a esse tipo de violência", diz o vereador Binho Guimarães.


Durante a pandemia, entre março e dezembro de 2020, ocorreu uma média de 260 casos de violência contra a mulher por dia no Rio de Janeiro. Foram mais de 73 mil vítimas, um número 27% menor que o registrado no mesmo período de 2019 (102.344 vítimas). Os dados são do Núcleo de Estudos ISPMulher, do Instituto de Segurança Pública do estado.

Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page