Niterói dá a largada para a criação do Parque Tecnológico

A Prefeitura de Niterói deu, nesta quinta-feira (6/10), o primeiro passo de um processo que vai resultar na criação do Parque Tecnológico do município. Foi apresentado, no auditório do Caminho Niemeyer, o planejamento para a elaboração de um estudo de viabilidade do Parque Tecnológico. O objetivo da iniciativa é fazer com que Niterói seja, cada vez mais, uma cidade protagonista e referência em Ciência, Tecnologia e Inovação.

Foto: Bruno Eduardo Alves / Prefeitura de Niterói

Para realizar o estudo de viabilidade, a Prefeitura fez uma parceria com o Sebrae-RJ e com a Fundação Certi, de Santa Catarina, que é uma organização independente de pesquisa, desenvolvimento e serviços tecnológicos especializados.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, compareceu ao Caminho Niemeyer e acompanhou a apresentação das ações previstas até a criação do Parque Tecnológico. O prefeito destacou que se trata de mais uma peça da engrenagem para Niterói ter um Ecossistema de Inovação e para avançar nas práticas de uma cidade inteligente.


“A gente já avançou várias etapas. Esta etapa estamos desenvolvendo com o parceiro ideal, que é o Sebrae. O Sebrae tem a experiência de fazer este trabalho em outras cidades. Agora a gente está com muito mais consistência. As ideias estão bem estruturadas. Então, daqui a um ano e meio, a gente vai ter uma boa estrutura para que a cidade se coloque entre as primeiras do país em Ciência, Tecnologia e Inovação”, afirmou Axel Grael.


O prefeito lembrou a colocação de Niterói no Ranking Connected Smart Cities 2022, divulgado esta semana em São Paulo. Niterói subiu mais uma posição e se tornou a oitava cidade mais inteligente do país. O município também foi destaque nos indicadores de Governança (2º lugar), Urbanismo (5º lugar) e Segurança (6º lugar).


“Esse é um ranking muito interessante porque faz uma avaliação ampla com um número muito grande indicadores. É muito positivo a gente estar bem posicionado. Éramos o nono colocado. Hoje estamos em oitavo lugar. Vamos seguir avançando para chegar entre as cinco ou entre as três cidades mais inteligentes do país até o final desta gestão”, ressaltou o prefeito.


Em relação ao planejamento para a elaboração de um estudo de viabilidade do Parque Tecnológico de Niterói, a ação inicial será fazer um mapeamento completo e detalhado do Ecossistema de Inovação da cidade. Fazem parte deste ecossistema empresas, universidades, organizações de governo e da sociedade civil e entidades ligadas ao setor de Ciência, Tecnologia e Inovação.


A secretária municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Valéria Braga, disse que Niterói tem uma série de projetos relacionados à Tecnologia e que esta é uma vocação da cidade.


“Niterói tem muitos resultados em Tecnologia e Inovação. Tudo isso vai servir de subsídio para esse estudo de viabilidade que o Sebrae vai fazer. O ambiente de Inovação já existe na cidade em empresas, universidades e organizações. Precisamos que todos conversem, se integrem e trabalhem juntos. Vamos confirmar a vocação de Niterói para a Inovação. No futuro a gente vai ter um Parque Tecnológico que vai atrair empresas. O objetivo é incentivar o nosso ambiente de Inovação, apostar nas nossas empresas e nas nossas universidades”, explicou Valéria Braga.


Foonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250px.gif
728x90px.gif