Niterói Discos e Niterói Livros somam acervo à Biblioteca Parque

Os selos Niterói Discos e Niterói Livros, da Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal das Culturas e da Fundação de Arte de Niterói, contam agora com um espaço para exibição e disponibilização do seu acervo para a população do município. Foi inaugurada, na sexta-feira (18/2), a Sala dos Selos, que fica na Biblioteca Parque de Niterói, no Centro, e que dará aos cidadãos a oportunidade de conhecer as obras produzidas por artistas da cidade ou que falam sobre Niterói em seus trabalhos.

Foto: Luiz Ferreira / Divulgação

“Fico muito feliz por participar da entrega desse espaço, que se tornará referência na cidade. Iniciativas que possam facilitar o acesso do cidadão de Niterói ao que produzimos são muito importantes”, afirmou o prefeito de Niterói, Axel Grael, que participou da inauguração da sala.


O objetivo é oferecer à população um espaço para visitação e pesquisa. A Niterói Discos acumula quase 200 álbuns lançados em LP e CD, nesses 30 anos de existência (o selo foi lançado em 1991 e comemorou 30 anos em 2021), e a Niterói Livros tem 62 títulos publicados desde 1993, quando foi fundado.


Para o presidente da Fundação de Artes de Niterói, Marcos Sabino, o novo espaço dará a oportunidade para que os niteroienses conheçam a produção dos selos. “É um momento especial porque os acervos da Niterói Discos e da Niterói Livros têm uma importância histórica e cultural muito grande para a cidade. O objetivo dessa sala é fazer com que todos possam conviver com esse tesouro da cidade”, afirmou Sabino.


Existem edições históricas como o primeiro do selo, “Da Vila Real da Praia Grande à Imperial Cidade de Niterói” (1993) e uma edição do livro autobiográfico de Antônio Parreiras, tido como um dos maiores relatos das questões artísticas até ali, o "História de um pintor - contada por ele mesmo" (1999).


Para Chris Fuscaldo, Diretora da Niterói Livros, a ideia da sala é, tanto oferecer ao público a possibilidade de acessar o acervo, como também cuidar do acervo.


“É uma biblioteca, com área climatizada e exclusiva para os selos, com os profissionais da biblioteca podendo prestar consultoria para cuidar desta coletânea. Serve para a sociedade pesquisar e até descobrir estes livros que elas não conheciam, é um acervo de 29 anos. Estamos realizando um sonho do Presidente da Fundação de Arte de Niterói, Marcos Sabino. Foi uma das primeiras solicitações que ele me fez”.


Do suporte de papel tradicional à digitalização do acervo, os selos possibilitam muitas formas de democratizar o acesso do público ao conteúdo das obras. Foram atualizados, portanto, os suportes para a ampliação do público leitor, acreditando que a leitura proporciona sentido ao trabalho artístico ou de pesquisa. A atualização das linguagens leva ao futuro o acervo construído em décadas.


“Estamos muito felizes por estarmos inaugurando essa sala agora, um acervo de 30 anos com quase 200 artistas gravados. É um marco na nossa história esse momento. Estão todos convidados para conhecer a nossa sala, aproveitado para visitar também a Biblioteca Parque, que já é uma atração sensacional, linda, reformada. Hoje é dia de festa”, afirmou Tavinho Torreão, Diretor da Niterói Discos.


Participaram, ainda, da inauguração o secretário municipal de Educação, Vinicius Wu, e o vereador Jhonatan Anjos.


A Sala dos Selos pode ser visitada, nas terças e quartas-feiras, das 11h às 15h, com exceção da semana do Carnaval, quando estará fechada. Todos os protocolos sanitários de combate à covid-19 são seguidos, como a obrigatoriedade do uso de máscara e apresentação do comprovante de vacinação em dia, no formato impresso ou digital, acompanhado de um documento com foto.


A Biblioteca Parque de Niterói fica na Praça da República, sem número – Niterói.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250px.gif
728x90px.gif