top of page

Niterói e Rio replicam política de trabalho para outras cidades

Niterói recebeu hoje, 15 de junho, pela primeira vez, uma edição do Fórum Fluminense de Secretários de Trabalho (FORTRAB). O encontro, realizado no Teatro Popular Oscar Niemeyer, no centro da cidade, reuniu secretários e representantes de 30 municípios fluminenses, com objetivo de debater o acesso das cidades aos fundos municipais do trabalho. Rio e Niterói possuem conselhos municipais do Trabalho, Emprego e Renda ativos, fundamentais para esse acesso, e têm a possibilidade de apresentar aos outros municípios do RJ as suas experiências.

Foto: Lorena Zschaber / SMTE-Rio

A principal exposição do fórum ficou por conta do coordenador de Trabalho de Niterói, Brizola Neto, que apresentou detalhes sobre a integração dos municípios às diretrizes do SINE, que dá os parâmetros para a formulação de políticas públicas de empregabilidade, com base nos pilares de gestão e manutenção da rede de atendimento do sistema, a promoção qualificação social e profissional para inclusão no mercado de trabalho e o fomento à geração de emprego e renda, incluindo não apenas as vagas formais, mas também o estímulo ao trabalho associativo e ao empreendedorismo.


"A gente precisa identificar quais são os setores econômicos que no dia de hoje puxam o emprego na nossa cidade. E, a partir da análise deles, oferecer cursos de qualificação profissional voltados para esses setores econômicos", salientou.


O gestor público detalhou a integração de Niterói aos parâmetros do SINE e anunciou a abertura de 16 postos avançados do sistema, um em cada administração regional de Niterói. O coordenador defendeu ainda a análise de dados do CAGED, que traz o panorama do emprego no Brasil, para a promoção de políticas públicas do setor:


“Aqui em Niterói, estamos elaborando um conjunto de medidas e propostas para a gestão e manutenção da Rede Sine (Sistema Nacional de Emprego). Vamos fortalecer a política de trabalho, emprego e renda no município, com foco na melhoria da qualidade de vida da população. Iremos inaugurar uma loja do Sine no Terminal Rodoviário Presidente João Goulart, com o objetivo de atender cerca de 300 pessoas por dia. Queremos o Sine mais próximo do trabalhador. Vamos colocar um posto avançado do Sine nas 16 administrações regionais da Prefeitura. Para complementar, vamos oferecer uma plataforma digital com atualizações, mais modernas, com mais eficácia na oferta e intermediação de mão de obra”, destacou Brizola Neto.

Carlos Brizola Neto e Everton Gomes / Foto: Lorena Zschaber / SMTE-Rio

Everton Gomes, Secretário Municipal de Trabalho e Renda do Rio e idealizador do FORTRAB, defendeu na abertura do encontro a revitalização da plataforma digital do SINE, que se encontra obsoleta. Everton defendeu o papel do Estado como intermediador da empregabilidade, especialmente nas micro e pequenas empresas, e reforçou a necessidade de integração entre os diferentes municípios para a promoção dos empregos verdes, observando as potencialidades do Rio de Janeiro.


"Para nós, é importante esse diálogo entre as nossas pastas para aprender com as experiências de sucesso. Estamos aperfeiçoando a nossa metodologia", observou, prometendo para as próximas edições do fórum uma interação ainda maior entre os municípios.


Dudu Amorim, secretário de Trabalho de Nilópolis e presidente do FORTRAB, recordou que o evento tem origem no Fórum dos Secretários da Baixada, criado em 2018 com 13 municípios, cuja experiência exitosa serviu de base para ampliação para todo o estado do Rio de Janeiro. Em sua exposição, Amorim defendeu a contratação de mão de obra local pelas indústrias fluminenses.


Ao final do encontro, Amorim participou do anúncio dos primeiros coordenadores regionais do FORTRAB, eleitos essa semana para as regiões do Médio Paraíba (Julio Barbosa, Pinheiral), Metropolitana 1 (Jamil Malafaia, São João de Meriti), Norte (Elias Rocha, Cardoso Moreira) e Baixada Litorânea (Paula Azem, Saquarema). Em breve, serão anunciados os coordenadores das regiões Metropolitana 2, Centro Sul, Baía da Ilha Grande, Noroeste e Serrana.


"Hoje um dos nossos focos no fórum foi o passo a passo sobre a criação desses órgãos, que apenas quatro cidades do Estado do Rio de Janeiro possuem. Nosso objetivo aqui é esse, ajudar todos os munícipios", resumiu Amorim.


Das 92 cidades do estado do Rio de Janeiro, quatro têm conselhos e fundos municipais de trabalho: Niterói, Rio de Janeiro, Belford Roxo e São João de Meriti. No município de Nilópolis, está em fase de criação, faltando apenas abertura do CNPJ e da conta bancária.


Entre as autoridades presentes, o subsecretário estadual de Trabalho e Renda, Paulo Teixeira, o superintendente regional do Trabalho do Rio de Janeiro, Alex Bolsas e os vereadores Jhonatan Anjos (Niterói) e Romário Régis (São Gonçalo). Os encontros do colegiado serão mensais e a próxima edição do FORTRAB já tem data e local marcados: será em Itaguaí, no dia 5 de julho.


*Com informações das assessorias de comunicação Secretaria Municipal de Trabalho e Renda do Rio e da Prefeitura de Niterói




Yorumlar


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page