Niterói fará pesquisa por amostra de domicílios

Niterói será o primeiro município do Brasil a fazer uma Pesquisa Amostral de Domicílios. O objetivo é aprimorar as políticas públicas desenvolvidas na cidade a partir de informações detalhadas sobre a população. A Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), responsável pela pesquisa niteroiense, realizou uma reunião para trocar experiências e alinhar parcerias com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que está fazendo o Censo Demográfico 2022 em todo o Brasil.

Divulgação

A Pesquisa Municipal por Amostra de Domicílios (PMADNit), prevista para ir a campo em 2023, é um dos instrumentos do Sistema Municipal de Avaliação e Gestão da Informação (Simagi) de Niterói. A pesquisa deve ser realizada a cada quatro anos e será importante para ampliar os dados produzidos pelo Censo e pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, ambas do IBGE.


Isso porque a PMADNit identificará em detalhes as condições demográficas, de saúde, educação, mercado de trabalho, atividades produtivas e de geração de renda, habitação e moradia da cidade, dentre outros dados.


A PMADNit vai produzir dados que possibilitam uma comparação de Niterói com a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, o estado do Rio e o país. Será possível analisar informações mais detalhadas sobre raça, gênero, idade e território, assim como a cobertura dos serviços municipais a partir de segmentos populacionais, como taxas de crianças atendidas pelos programas de saúde infantil, de adolescentes matriculados nas escolas municipais, famílias beneficiadas por programas de transferência de renda, entre outros.


"Temos no IBGE uma referência importante para o entendimento da nossa população e do nosso território. Pensamos a PMADNit para ser articulada com o Censo e qualificarmos ainda mais os dados sobre os niteroienses, ao passo que aprimoramos com evidências a nossa gestão orientada para resultados", afirmou Yanca Borges, diretora do Núcleo de Projetos e Parcerias da Subsecretaria de Avaliação e Gestão da Informação (SSAGI) da Seplag.


Jorge Teles, diretor de Avaliação de Políticas Públicas, detalhou a proposta metodológica que está sendo construída para entrevistar cerca de 15 mil domicílios de Niterói. Esta amostra permitirá ampliar ainda mais a compreensão da realidade de todas as regiões da cidade e dos moradores.


"A realização da PMADNIT trará à luz aqueles mais marginalizados e não atendidos pelas políticas públicas, bem como alimentará gestores, controladores, pesquisadores e a população em geral com informações atualizadas sobre a situação socioeconômica do município. Neste momento, estamos na fase de contratação da empresa que será responsável pela nossa pesquisa. Por isso, a experiência do IBGE é fundamental para a nossa organização", enfatizou Jorge Teles.


Para José Francisco Teixeira Carvalho, chefe da unidade estadual do IBGE no Rio de Janeiro, a proposta da Prefeitura de Niterói em lançar uma pesquisa amostral municipal é muito avançada e inovadora à medida em que permitirá ao município aprimorar ainda mais os dados sobre a população em todas as regiões.


“O projeto de Niterói será referência para outros municípios, com potencial de replicação em todo Brasil. Nossa unidade poderá contribuir com insumos técnicos e operacionais nesta parceria” afirmou José Francisco, acompanhado da equipe responsável pela operação do Censo e da PNAD Contínua.


Mais informações sobre a PMADNit e o Sistema de Avaliação e Gestão da Informação de Niterói (SIMAGI):



Censo Demográfico 2022


Com a duração de três meses, o Censo realizado pelo IBGE/Governo Federal tem como objetivo visitar 89 milhões de endereços, sendo 75 milhões de domicílios e cerca de 215 milhões de pessoas. Qualquer morador acima de 12 anos e capaz de fornecer as informações pode responder ao recenseador pelos demais moradores do domicílio.


Este ano, além da coleta presencial e do autopreenchimento pela internet, será possível responder ao Censo pelo telefone. Os recenseadores do IBGE estão uniformizados, com colete e boné do Censo, crachá de identificação e o aparelho para respostas. Além disso, é possível confirmar a identidade do agente do IBGE no site a partir de um QR code no crachá do entrevistador. Para realizar a confirmação, o cidadão deve fornecer o nome, matrícula ou CPF do recenseador.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif