Niterói poderá ter o primeiro Censo Inclusão

A Câmara Municipal de Niterói aprovou nesta quinta (16/12) o projeto de Lei de autoria do vereador Professor Tulio (PSOL) com coautoria dos vereadores Andrigo (PDT), Paulo Eduardo Gomes (PSOL), Regina Bienenstein (PSOL) e Benny Briolly (PSOL), que institui o Plano Municipal do Censo Inclusão.

Verador Professor Tulio / Divulgação

O objetivo do Censo é identificar, mapear e cadastrar os perfis socioeconômicos e as condições de habitação e de mobilidade urbana das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida que residem no Município e também fornecer subsídios para a formulação e a execução de políticas públicas que promovam a acessibilidade e a inclusão social das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.


Para o vereador Professor Tulio, que também preside a Comissão Permanente de Direitos da Pessoa com Deficiência, essa é uma conquista histórica para cidade:


“Estamos fazendo história ao aprovar o primeiro Censo Inclusão, uma demanda importante das pessoas que militam em defesa dos direitos das pessoas com deficiência. É um passo fundamental para que a cidade possa avançar como políticas públicas para PCDs e pessoas com mobilidade reduzida.”, disse ele.


O projeto que institui o Censo Inclusão foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Niterói e agora seguirá para sanção do prefeito Axel Grael.

300x250px.gif
728x90px.gif