top of page

Niterói promove trabalho técnico social em moradias populares

A Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária realizou, nesta quinta-feira (13/5), uma visita ao Condomínio Vivendas do Fonseca. Além de conhecer o empreendimento e a horta construída pelos moradores, no encontro foi realizada uma palestra social e lançado o projeto Da Porta para Dentro, que vai auxiliar a organização interna das unidades. O trabalho é uma parceria com as secretarias de Acessibilidade e do Idoso, com atividade voltada para as pessoas com deficiência junto aos moradores para mais atuações de suporte ao condomínio.

Divulgação / Douglas Macedo, Prefeitura de Niterói

O Condomínio Vivendas do Fonseca, empreendimento atendido pelo programa Minha Casa Minha Vida (atual Casa Verde e Amarela), é um dos programas habitacionais do município que recebem o Trabalho Técnico Social, que envolve diversas atividades e oficinas com os moradores. Dentre as atividades, já foi implantada no local uma horta comunitária em uma área comum do condomínio, onde os próprios moradores cultivam e os produtos colhidos são distribuídos entre eles.


O Secretário de Habitação, Beto da Pipa, explica que esse é um projeto com uma escuta direta aos moradores.


“A visita serve para acompanharmos as atividades e fazer uma escuta com os moradores para saber se o trabalho está atendendo às expectativas deles. Além disso, vamos implementar, em nosso projeto de assistência técnica, uma consultoria de design de interiores. Teremos uma palestra para explicar o que é o design de interiores e dar andamento com os moradores que tiverem interesse em se inscrever para a consultoria. Vamos usar o Vivendas como projeto piloto nesta questão do design e que poderá ser aplicado em outros empreendimentos coordenados pela secretaria”, explica o secretário.


O Projeto Da Porta Para Dentro será lançado como parte da atuação dos programas de habitação desenvolvidos pela Prefeitura de Niterói. O projeto foca nos espaços internos das habitações e vai contar com uma palestra da Designer de Interiores Cláudia Estefânia Ferrari que vai explicar o que é o design de interiores e como ele pode beneficiar a vida das pessoas.

Divulgação / Douglas Macedo, Prefeitura de Niterói

“O novo projeto amplia a atuação dos programas de habitação focando no interior das habitações. O objetivo é auxiliar a organização interna das unidades entregues, visando promover o aumento da qualidade de vida, autoestima e sentimento de pertencimento do morador com o lar”, ressaltou a designer. Ao final da palestra, os moradores poderão se inscrever para receber uma consultoria individual para pensar em novas ideias e soluções acessíveis para sua casa.


Com a atuação de assistentes sociais e designers de interiores, o projeto disponibiliza consultorias individuais gratuitas para auxiliar os moradores no planejamento e na reorganização dos espaços internos de suas residências, abordando conceitos técnicos do design, como: disposição dos móveis, iluminação, aproveitamento da luz e ventilação natural, cores, estética, segurança e acessibilidade.


“Juntos, designers e moradores, analisam o espaço e desenham soluções práticas, personalizadas e acessíveis, buscando uma casa mais eficiente que atenda as necessidades funcionais e emocionais dos moradores”, explicou Cláudia.


Neste encontro, a Secretaria de Acessibilidade fará uma espécie de vistoria no local para verificar as adequações do condomínio em relação ao Projeto de Acessibilidade e a Secretaria do Idoso, na sequência da assessoria técnica, poderão pensar a possibilidade de ações que possam ser aplicadas no empreendimento.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

ความคิดเห็น


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page