top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Niterói segue em alerta máximo com previsão de mais chuvas

Em entrevista à Globonews no início da tarde de hoje (14/1), o prefeito Axel Grael falou sobre o recorde pluviométrico alcançado nesta madrugada, o maior volume de chuvas já registrado em Niterói desde 2013, quando a Prefeitura começou a medição a partir da instalação de pluviômetros em diferentes bairros. Foram 120,2 milímetros de chuvas que caíram sobre a cidade no período de apenas uma hora — mais de 80% do esperado para todo o mês de janeiro.

Houve alagamentos em diferentes pontos, algumas ruas viraram rios e ficaram intransitáveis, casas foram inundadas e sirenes soaram em oito comunidades — Morro do Estado, Morro da Penha, Boa Vista, Jurujuba, Cavalão, Travessa Beltrão, Preventório e Morro do Palácio — mas não houve, até o momento, registro de mortes, desaparecimento de pessoas ou vítimas graves.


Ao lado do secretário de Defesa Civil, Coronel Walace Medeiros, o prefeito destacou a importância do NUDEC, o Núcleo Comunitário de Defesa Civil, que envolve voluntários das comunidades especialmente na prevenção de riscos relacionados a desastres naturais.


O prefeito percorreu a cidade pela manhã para avaliar os estragos, visitou famílias que enfrentaram dificuldades e afirmou que as equipes de serviços como limpeza e conservação estão nas ruas, com mais de 700 profissionais, tirando a sujeira e atuando na drenagem da água, assim como funcionários da assistência social já estão prestando auxílio às famílias afetadas.

Axel ressaltou que a cidade ainda está em alerta máximo com a previsão de chuvas para as próximas horas.


"É importante que todos sigam a orientação da Defesa Civil, acompanhem as informações pelo site e redes sociais da prefeitura, fiquem em locais seguros e evitem deslocamentos. Quem está em área de risco, nos locais onde acionamos sirenes nesta madrugada, deve estar atento. Se a sirene tocar, procure os locais indicados pela Defesa Civil. Devemos evitar correr riscos nesse momento", afirmou.


O prefeito fez questão de frisar que nos últimos 10 anos o governo municipal vem trabalhando para aumentar a resiliência da cidade, com investimentos de cerca de R$1 bilhão em obras de contenção de encostas e drenagem ao longo desse tempo. Em 2023, foram mais de R$ 240 milhões investidos em 80 obras de contenção.


"São essas obras que salvam vidas", pontuou, acrescentado que vai continuar atuando para tornar Niterói cada vez mais preparada para enfrentar os extremos do clima.


Axel explicou que a Prefeitura, em conjunto com a Defesa Civil, elaborou o mapeamento das áreas mais vulneráveis, identificando e hierarquizando os pontos de maior risco. Segundo ele, é esse levantamento que orienta a prioridade das ações e investimentos em obras de contenção e drenagem.


Quando indagado sobre a falta de energia elétrica em alguns bairros, em razão das chuvas, Axel Grael afirmou que a Prefeitura tem atuado junto à Enel, através de um gabinete de crise criado em dezembro, para que a concessionária restabeleça imediatamente o serviço.


"Esse é um problema recorrente em Niterói. É fundamental que a Enel tenha um plano de contingência para situações como essa. É inaceitável que famílias fiquem dias sem energia toda vez que chove", finalizou.


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page