top of page
banner niteroi carnaval 780x90px 16 02 24.jpg

Niterói tem sistema para contagem de ciclistas nas ruas

A Prefeitura de Niterói, através da Coordenadoria Niterói de Bicicleta, iniciou em janeiro a instalação do sistema Contabike, um avanço significativo na coleta de dados sobre o uso de bicicletas na cidade. O Sistema de monitoramento automático de ciclistas desenvolvido pela empresa Eco-Counter é composto por 11 contadores automáticos, estrategicamente posicionados em locais-chave como a Avenida Amaral Peixoto e a Rua São Lourenço.

Divulgação

Os contadores também estão posicionados na Avenida Roberto Silveira, na Rua Benjamin Constant, na Orla de São Francisco, na Avenida Irene Lopes Sodré, na Rotatória de Camboinhas, nos acessos ao túnel Charitas-Cafubá e no Parque Orla Piratininga. Ao todo 10 dos 11 pontos já foram instalados, estando pendente somente o ponto da Avenida Marquês do Paraná, onde além do ponto de contagem, também será colocado um totem com display mostrando os dados do contador em tempo real.


De acordo com o prefeito Axel Grael, através do novo sistema de contagem, o programa de monitoramento do uso da infraestrutura cicloviária, até então realizado de maneira mensal, será maximizado para uma rotina em tempo real, fornecendo dados de hora em hora, todos abertos ao público.


“Desde que trouxemos a bicicleta para o centro da discussão sobre mobilidade em Niterói, enfrentamos muita resistência e o tempo vem mostrando que a cidade tem sim vocação para o ciclismo, para a opção da mobilidade ativa. E vamos poder mostrar isso através desse levantamento constante que será feito. As contagens que realizamos pontualmente foram importantes no próprio debate com a sociedade, para mostrar que a bicicleta é uma opção viável e que estava sendo abraçada pelos niteroienses. Porque durante muito tempo as pessoas achavam que isso era um exagero, que ninguém ia usar essas ciclovias. Com o novo sistema, teremos a contagem ininterrupta, o que vai nos permitir cruzar dados e avançar de forma substancial nas ações de mobilidade voltadas ao ciclismo”, avalia o prefeito Axel Grael.


Niterói está na vanguarda da mobilidade cicloviária por conta de todas as obras, não só de ciclovias, mas também dos paraciclos, do Bicicletário Araribóia, do Túnel Charitas-Cafubá, que ajudaram a cidade a se tornar 100% pedalável. Atualmente, a malha cicloviária na cidade é de 66km e a previsão é chegar a 120 km até o fim de 2024.

Está previsto também para esse ano a implantação do Nit Bike, sistema de bicicletas compartilhadas cujo nome foi escolhido pela população por meio de uma consulta pública que alcançou a marca dos 5.240 votos. O serviço será gratuito e deve começar a operar no mês de março.


O projeto prevê 50 estações, sendo 46 para adultos e quatro para crianças, totalizando 600 bikes no município.


Coordenador do Niterói de Bicicleta, Filipe Simões considera o Contabike mais um instrumento para o avanço do ciclismo em Niterói . Ele defende o sistema como uma ferramenta estratégica de Niterói para promover o uso da bicicleta como meio de transporte.


“Com um registro detalhado do fluxo de ciclistas, a Coordenadoria poderá fazer análises precisas e planejar intervenções e melhorias de maneira mais informatizada. A instalação do sistema de contagem é um reflexo do compromisso contínuo de Niterói com a mobilidade urbana sustentável. Nos últimos anos, a cidade tem visto um aumento consistente no número de ciclistas, graças às políticas de incentivo e expansão da infraestrutura cicloviária. A introdução do sistema Contabike é um passo importante para entender melhor o comportamento e as necessidades dos ciclistas em nossa cidade. Com esses dados faremos escolhas precisas e eficazes para continuar promovendo a bicicleta como uma alternativa de transporte”, afirma Filipe Simões.


O secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier, diz que os contadores são um importante instrumento de análise do transporte de pessoas na cidade. Ele compara o número de bicicletas com a quantidade de carros no efeito do fluxo nas ruas:


“A contagem de ciclistas é importante para o planejamento de obras, projetos, políticas públicas, mas também mostra a importância da comunicação com a população. Um dado coletado pontualmente em setembro, mostra da 1.888 ciclistas passaram em uma hora de pico na Avenida Amaral Peixoto. Isso significa, convertendo para 1,25, que seria uma unidade de carro de passeio, equivalente a uma pessoa transportada com um carro, que 710 carros foram retirados naquela hora ali da rua. Isso não é pouco, é muito carro que foi retirado em uma hora. Os dados coletados pelo Contabike irão para um depósito de dados com todos os dados de mobilidade produzidos na cidade pelos ônibus, barcas, GPS e táxis. Isso vai permitir olharmos de forma muito abrangente os indicadores de transporte”, explica Renato Barandier.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner niteroi carnaval 300x250px 16 02 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page