No 'finalzinho', Brasil se aproxima de 180 mil mortes

Atualizado: 11 de Dez de 2020


No dia em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, declarou que a pandemia está no "finalzinho", o Brasil teve 770 óbitos nesta quinta-feira (10) e chegou ao total de 179.765 vidas perdidas para o coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registrados 770 óbitos por Covid-19. E ainda há 2.313 falecimentos em investigação.

O sistema de dados do Ministério da Saúde apontava 178.995 mortes quando o presidente deu a declaração enquanto fazia uma visita ao Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (10) pela manhã, onde participou de eventos de inauguração de obras públicas. Ele disse que os brasileiros estão enfrentando um 'finalzinho de pandemia' e que o Brasil foi o país 'que melhor se saiu' no combate à Covid-19.

"Me permite falar um pouco do governo, que ainda estamos vivendo o finalzinho de pandemia. O nosso governo, levando-se em conta outros países do mundo, foi aquele que melhor se saiu, ou um dos que melhores se saíram na pandemia", disse.

De acordo com os dados da Saúde, a quantidade de pessoas que se infectaram desde o início da pandemia chegou a 6.781.799. Entre quarta e quinta, as autoridades de saúde notificaram 53.347 novos diagnósticos positivos de Covid-19. Foi o segundo dia seguido com mais de 50.000 novos casos por dia, retomando o ritmo de contaminação de julho e agosto. Ontem, o painel do Ministério da Saúde trazia 6.728.452 casos acumulados.

Os dados foram apresentados em entrevista coletiva do Ministério da Saúde concedida no início da noite desta quinta-feira. As informações são oriundas das secretarias de saúde de todo o país.

Ainda conforme a atualização do órgão, há 670.257 pacientes em acompanhamento. Outras 5.931.777 pessoas já se recuperaram da doença.

Covid-19 nos estados

A lista dos estados com mais mortes pela covid-19 é encabeçada por São Paulo (43.661), Rio de Janeiro (23.546), Minas Gerais (10.499), Ceará (9.768) e Pernambuco (9.229). As Unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (744), Roraima (749), Amapá (842), Tocantins (1.192) e Rondônia (1.628).

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: