Nobel da Paz para o Programa de Alimentos da ONU


(Reprodução)

Nem cacique Raoni nem ativista ambiental Greta Thunberg, o Nobel da Paz de 2020 foi concedido ao Programa Mundial de Alimentos da ONU, anunciou o Comitê Nobel Norueguês nesta sexta-feira (9).

O Comitê Nobel Norueguês concedeu o Prêmio Nobel da Paz de 2020 ao Programa Mundial de Alimentos (WFP, na sigla em inglês), um programa da Organização das Nações Unidas (ONU) que distribui alimentos entre refugiados e pessoas desabrigadas, além de apoiar projetos de desenvolvimento.

De acordo com o comitê, o programa da ONU foi premiado "pelos seus esforços para combater a fome, por sua contribuição para melhorar as condições para paz nas áreas afetadas por conflitos e por agir na prevenção do uso da fome como uma arma de guerra e conflito".

O valor do Prêmio Nobel de 2020 corresponde a 10 milhões de coroas suecas (R$ 6,2 milhões).

Houve uma certa surpresa com o Nobel da Paz deste ano. Nem sempre a lista de laureados exibe nomes que são unanimidades, como Nelson Mandela, Dalai Lama, Desmond Tutu, Madre Tereza de Calcutá, Martin Luther King Jr, além de instituições como a Unicef, da própria ONU, e a Cruz Vermelha.

Deste ano, no entanto, não houve unanimidade mas também está longe de ser polêmico, como, por exemplo, o de 1973, que envolveu o premiê norte-americano Henry Kissinger e o vietnamita Lê Dúc Tho, por causa de um cessar-fogo entre os Estados Unidos e o Vietnã do Norte, após anos de guerra infame. Para os críticos, Kissinger era o oposto de um pacifista. Já Tho recusou o prêmio, por considerar que a paz não estava consolidada. Dois dos cinco membros do Nobel renunciaram naquele ano.

O Prêmio Nobel da Paz foi outorgado 100 vezes a 134 prêmios Nobel entre 1901 e 2019, sendo para 107 pessoas e 27 organizações.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: