Novo presidente do Banco do Nordeste não dura 24h


Jornal Estadão denunciou que Alexandre Cabral é alvo de investigação desde 2018 (Imagem/Reprodução)

Menos de 24 horas depois de ser nomeado e tomar posse como presidente do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza, Alexandre Cabral já não ocupa mais o cargo. Foi exonerado após reunião de Conselho do banco.

O problema de Cabral - mais uma indicação do Centrão no governo Bolsonaro - foi uma reportagem publicada nesta quarta-feira (3) no jornal O Estado de S. Paulo, dando conta de que ele é alvo de investigação no Tribunal de Contas da União (TCU) sob suspeita de irregularidades no período em que foi presidente da Casa da Moeda, em 2018, no governo Michel Temer.

300x250px.gif
728x90px.gif