Novo superintendente da PF do Rio atuou na Lava Jato


Delegado Tácio Muzzi foi o escolhido para a Superintendência da PF no Rio (Reprodução)

Nesta quarta-feira (6), Rolando de Souza, diretor-geral da Polícia Federal, escolheu para a superintendência do Rio de Janeiro o delegado Tácio Muzzi, que substituirá Carlos Henrique Oliveira.

Ainda ontem, Carlos Oliveira havia sido confirmado como o novo diretor executivo da PF, o segundo cargo mais importante da corporação.

Tácio Muzzi foi superintendente interino no estado durante cinco meses em 2019. Desde que entrou para a PF em 2003, ele participou de várias investigações de combate à corrupção, como a operação Gladiador, que prendeu o ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Álvaro Lins.

Muzzi é delegado da PF desde 2003 e atuou na extensão da Lava Jato no Rio de Janeiro. Também trabalhou como chefe do departamento de crimes financeiros na Superintendência fluminense.

Essa já é a segunda troca de superintendentes da corporação nos estados desde que Rolando de Souza assumiu o cargo na última segunda-feira (4). Ele foi indicado ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro e tem o apoio de Alexandre Ramagem, que chegou a ser sugerido ao posto mas teve a nomeação suspensa.

Atualmente, a superintendência do Rio está no centro das acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro de que Bolsonaro estaria tentando interferir politicamente na corporação.

Com Sputnik

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP