top of page

O carvão e a importância do equilíbrio da matriz energética


Reportagem em vídeo de Luiz Augusto Erthal feita na Rússia, mostra o que o Brasil e a América Latina têm muito a aprender com aquele país em termos de energia. A Rússia é o maior produtor mundial de carvão, cujas reservas podem durar por mais 400 ou 500 anos. A reportagem aborda aspectos importantes, como a exploração e o uso do carvão na atualidade, em contraste com as chamadas "energias limpas", e o aspecto social, principalmente dos países do Sul Global, que necessitam desesperadamente de fontes energéticas baratas para vencerem o subdesenvolvimento e a pobreza. O exemplo de um desastre ambiental provocado pela exploração inadequada do carvão há décadas atrás, no Brasil, é apresentado pela matéria, que mostra, em contrapartida, as preocupações ambientais e a exploração sustentável do carvão que é realizada, hoje, pela mina Chernigovsky, na Sibéria, onde se encontram 40% das reservas mundiais do minério. O equilíbrio da matriz energética russa e a importância de integração dos países sul americanos são destacados pelo professor e presidente da Associação Energia Global, o cubano Sergey Brilev, entrevistado por Luiz Augusto Erthal, como caminhos a serem seguidos pela América Latina no setor de energia. Segundo Brilev, o hidrogênio verde representa o futuro energético do continente, mas até lá, a coexistência das novas e das antigas tecnologias é fundamental para o desenvolvimento econômico e a superação da pobreza no mundo.


Assista à matéria em vídeo:




Yorumlar


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page