O surto no Brasil está "apenas começando", admite Mandetta


O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi demitido do cargo há um mês (Agência Brasil)

O surto no Brasil está “apenas começando”, admitiu o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em entrevista à rede americana CNN nesta quarta-feira (13). Mandetta acredita que o número diário de mortes no Brasil ultrapasse a marca dos mil casos. Para ele, o surto vive ainda suas primeiras semanas. “Estamos no início”, disse, lembrando que o pico pode já ter sido atingido em Manaus, mas continua a crescer em outras capitais. “E no Sul ele ainda não começou”, alertou, defendendo que o governo se concentre em lutar contra o vírus. O ex-ministro disse ainda que o Brasil está pagando o preço dos atritos que o governo Jair Bolsonaro criou com a China, em plena pandemia do coronavírus.

"A população não sabe para que lado ela vai", lamentou. "Eu dizia uma coisa e o presidente dizia outra", admitiu o ex-ministro, demitido por Bolsonaro em plena crise do novo coronavírus, em 16 de abril.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif