top of page

Obras no Canal de Itaipu têm financiamento aprovado

O prefeito de Niterói, Axel Grael, anunciou, nesta sexta-feira (1/12), que o Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam) vai aprovar o financiamento para a realização das obras de estabilização do Canal de Itaipu, na Região Oceânica. O investimento será de R$ 28 milhões. O prefeito fez o anúncio durante a Conferência sobre o Clima da Organização das Nações Unidas (COP 28), em Dubai, nos Emirados Árabes, ao lado do vice-governador do Rio e secretário estadual de Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, e do presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Philipe Campello.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Niterói

O financiamento será aprovado na próxima segunda-feira (4/12), na reunião do comitê do Fecam. O prefeito Axel Grael destacou a importância da obra.


“Esta é uma obra esperada há muito tempo. Ela é fundamental para o processo de recuperação do sistema lagunar de Itaipu e Piratininga. Essa parceria de Niterói com o governo do estado vai permitir a realização de uma coisa almejada há décadas, que é o programa de recuperação do sistema lagunar. Essa parceria é fundamental. Niterói vai continuar investindo para que a gente tenha a recuperação total do sistema lagunar”, explicou Axel Grael.


O vice-governador Thiago Pampolha ressaltou a parceria com a Prefeitura de Niterói na recuperação do sistema lagunar da Região Oceânica.


“Estamos ao lado da Prefeitura para a realização deste sonho. É o cumprimento de uma promessa antiga e que ainda representa um passivo ambiental. Não dá mais para conviver com mortandade de peixes. O investimento será decisivo para fazer as obras. Não vamos medir esforços para, no prazo mais curto possível, reverter esse dano e trazer essa conquista para Niterói”, afirmou Thiago Pampolha.


As secretarias municipais de Obras e de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) realizam com frequência um trabalho emergencial de retirada do excesso de areia do Canal de Itaipu, que liga as águas das praias de Camboinhas e Itaipu à lagoa.


O objetivo é restabelecer a ligação do mar com a lagoa para minimizar os impactos do assoreamento. O assoreamento é natural e causado pela dinâmica costeira da região. Porém, é importante essa ligação das águas do mar para manutenção da vida na lagoa.


A Prefeitura de Niterói assinou, em 2013, um contrato de cogestão das lagoas com o Estado e colabora no processo de recuperação do sistema lagunar, que é de responsabilidade legal do governo estadual.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page