Oito mortos na explosão do Hotel Saratoga em Havana


(Reprodução)

Uma forte explosão destruiu o Hotel Saratoga, localizado próximo ao Parlamento cubano em Havana, na manhã desta sexta-feira (6). Pelo menos oito pessoas morreram, 30 estão hospitalizadas e 13 desaparecidas, segundo confirmaram as autoridades cubanas, informando também que "investigações preliminares indicam que a explosão foi causada por um vazamento de gás".

O presidente Miguel Díaz-Canel esteve no local do incidente junto com o primeiro-ministro Manuel Marrero e o líder da Assembleia Nacional do Poder Popular, Esteban Lazo.

A explosão foi tão forte que fez com que parte da fachada do prédio desabasse, espalhando escombros na rua. Seguiu-se à explosão um incêndio que gerou uma grande coluna de fumaça, visível de grande parte da capital cubana.

O prédio de seis andares foi totalmente danificado, sendo que o térreo e o primeiro e segundo andares foram os mais afetados.

O Hotel Saratoga é um dos cinco estrelas mais luxuosos e famosos de Cuba. Por lá ultimamente se hospedaram as estrelas pop americanas Madonna e Beyoncé. Alojado num edifício neoclássico construído em 1880, sua história remonta a 1933.

O estabelecimento está localizado no Paseo del Prado, uma das principais avenidas de Havana Velha, no centro histórico da capital cubana.

Segundo o site do Hotel Saratoga, localizado no centro histórico da capital cubana, o edifício possui 96 quartos, dois bares, dois restaurantes, um spa, uma academia equipada e uma piscina no terraço.

Assim era o Hotel Saratoga, imponente numa das principais avenidas de Havana Velha.




Com a Sputnik

300x250px.gif
728x90px.gif