Ondas de 4 metros elevam nível do Itacoatiara Big Wave

Alguns dos melhores surfistas de ondas grandes do mundo voltaram ao mar de Niterói nesta quinta-feira (23/9) para aumentar a pontuação no Itacoatiara Big Wave 2021. Com a entrada do swell (ondulações propícias ao esporte), os competidores pegaram ondas que variavam de três a quatro metros. Surfistas como Lucas Chumbo e Pedro Calado remaram para contabilizar mais pontos.

Foto: Tony D' Andrea / Divulgação

Última janela do ano do campeonato, a etapa contou com a presença feminina de Michelle des Bouillons e Michaela Fregonese, veteranas e as duas únicas brasileiras a disputar o campeonato, entre as 'Big Riders' mundiais.

Michelle des Bouillons / Reprodução do Facebbok

“Eu me sinto especial e acho que a Michaela também. Hoje particularmente foi um desses dias muito especiais. Me senti em Nazaré (Portugal), que tem uma estrutura diferenciada. Nesse mar não tem o canal. Foi o maior mar que eu já peguei na remada, mas tivemos o apoio de dois jet skis, além da força dos colegas. Foi um dia de superação. Já competi bastante em Itacoatiara em disputas estaduais, mas não em ondas grandes assim. Desta vez, estava bem maior e consegui pegar duas ondas boas. Vamos ver a pontuação como fica, mas foi muito bom", vibrou a carioca, que mora na França e é cria do mar do Recreio dos Bandeirantes.


Gabriel Sampaio, Pedro Goulart, Gilmar Catelani e Kalani Lattanzi também entraram na água para ganhar pontuação. Na remada de hoje, Lucas Chumbo disputou as melhores ondas com Pedro Callado .


Formato Digital


Pela primeira vez no Brasil, o campeonato é realizado em formato digital e mantém todos os protocolos sanitários de combate à pandemia. Somente os surfistas, cinegrafistas e equipes de apoio que passaram pelo teste de covid-19 podem participar da competição. Nesta quinta (23/9) foram três janelas de ondas grandes e os fãs do esporte puderam acompanhar pelo Instagram, no perfil @itacoatiarabigwave, e também no portal Waves.

O Itacoatiara Big Wave 2021 tem a chancela da Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Niterói (Smel), e da Enel Distribuição Rio. Conta, também, com apoio da Arenque Surfboards, IBMR Centro Universitário, Organics e E. Vianna Personal.


“Niterói, além de ser um celeiro de craques, tem potencial para receber atletas de todo mundo e veteranos em varias modalidades esportivas. Itacoatiara já é conhecida internacionalmente como sede de diversos mundiais e o Big Wave agora se consagrou definitivamente com ondas espetaculares. É um grande prazer poder apoiar e sediar um evento deste porte", comemorou Luiz Carlos Gallo, secretário de Esporte e Lazer de Niterói.

Foto: Tony D' Andrea / Divulgação

“Esse é o melhor swell da janela de competição. Chega com muita energia, tamanho e ventos favoráveis. É uma excelente oportunidade para os atletas surfarem ondas que podem levar ao título do campeonato. Os atletas sabem disso e alguns dos principais nomes da elite do surf de ondas grandes no Brasil, como Lucas Chumbo, Pedro Calado e Gabriel Sampaio, caíram em Itacoatiara. Hoje, contando com a presença feminina das Big Riders Michelle des Bouillons e Michaela Fregonese”, frisou Alexey Wanick, organizador do evento .


As ondas de cada atleta foram filmadas e as gravações serão enviadas para a organização do evento. Após o encerramento da janela, o material será julgado por uma comissão de arbitragem profissional, utilizando os critérios adotados pela Liga Mundial para o surf de ondas grandes. O resultado será anunciado em outubro. Ao todo, serão distribuídos R$ 50 mil em prêmios, divididos entre os surfistas e seus cinegrafistas.


Confira alguns momentos (Imagens de Matheus Couto):








300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg