ONG do general Villas Bôas fará evento com negacionistas do clima

Dois notórios negacionistas do aquecimento global farão palestras em um seminário virtual sobre a Amazônia, promovido pela ONG do general Villas Bôas, o IGVB. O seminário vai acontecer nos dias 25,26,27 de agosto, sob o tema 'Uma moderna visão da plataforma geopolítica da Amazônia e as ações estratégicas para a defesa dos interesses nacionais na questão ambiental'.

Foto: Agência Brasil

O evento contará com a participação de militares, entre eles o vice-presidente Hamilton Mourão, que coordena o Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL); e dos ministros Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Tereza Cristina (Agricultura). O jornalista bolsonarista Alexandre Garcia, negacionista de carteirinha, também tem presença garantida como mediador.


O meteorologista Luiz Carlos Baldicero Molion falará sobre 'Aquecimento global antropogênico: verdades e mentiras'. Já a palestra do geólogo Geraldo Luís Saraiva Lino, será sobre o tema 'Carbono zero: desafios'. Ambos contestam as mudanças climáticas, que são consenso na comunidade científica internacional.

Baldicero Molion afirma que o aquecimento global é um 'mito' e defende que a temperatura mundial não está aumentando. Segundo ele, o planeta tem "ciclos de aquecimento e resfriamento que sempre existiram”. Geraldo Lino, por sua vez, classifica as mudanças do clima como uma grande mentira e diz que tudo não passa de "alarmismo. Ele é autor do livro 'A fraude do aquecimento global'.


Qualquer semelhança com o que vem ocorrendo na pandemia — quando personagens anticiência do governo e aliados criticam veementemente a posição dos pesquisadores — não será mera coincidência. Uma das marcas do governo Bolsonaro é justamente caminhar na direção contrária do conhecimento científico e da realidade.


Enquanto o debate acontece, no mesmo mês da alta temporada de queimadas na Amazônia, os números do desmatamento continuam alarmantes, os reservatórios de água nunca estiveram tão baixos, a seca sazonal se intensifica e o país vai ficando cada vez mais impotente na preservação de seu patrimônio ambiental.



300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif