ONU: negros têm mais chance de morrer da Covid-19


Comunidades do Rio de Janeiro já denunciavam o impacto da pandemia nas subnotificações oficiais

Num comunicado emitido nesta terça-feira (2), a ONU destaca o "o aumento das disparidades" na forma como o novo coronavírus está afetando as comunidades, e o grande impacto desproporcional que está tendo sobre as minorias raciais e étnicas, incluindo afro-descendentes. A ONU alerta para o impacto desproporcional que a covid-19 está tendo entre as populações negras e cita o caso do Brasil, particularmente em São Paulo, onde os afro-brasileiros têm 62% mais chance de morrer da Covid-19 que brancos.

Para a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Brachelet, isso "expõe as desigualdades alarmantes". A reportagem é de Jamil Chade, na Folha de S. Paulo.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif