Operação do Bope prende quatro pessoas em SG


Foto: Divulgação/PMERJ

Equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do 7º Batalhão (São Gonçalo) e do Grupamento Aeromóvel realizaram uma operação na manhã desta sexta-feira, dia 8, na Vila Candoza, no Complexo da Alma, em São Gonçalo. A ação tinha como objetivo combater o crime organizado na região e intervir na disputa entre facções rivais.


Um helicóptero blindado da polícia foi utilizado na operação para localizar um acampamento usado pelos criminosos na parte alta da comunidade. De acordo com os agentes, os criminosos atiraram contra os policiais, dando início ao confronto. Os policiais efetuaram disparos de fuzil de dentro da aeronave em direção ao acampamento.


Durante a ação, quatro criminosos em tentaram fugir e chegaram a invadir a casa de um morador da região, mas foram presos em seguida pelos agentes. Além dos presos, três fuzis foram apreendidos, segundo a polícia. O caso foi encaminhado para 74º DP (Alcântara).


O porta-voz da Polícia Militar, Major Ivan Blaz, afirmou que os criminosos estão aproveitando a pandemia de Covid-19 para tentar expandir seus domínios.


"Há essa política expansionista em diferentes pontos do Rio de Janeiro. A gente está nesse momento tanto em São Gonçalo quanto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e na área do 9ºBPM, no Morro da Serrinha, onde bandidos tentam invadir a Favela do Cajueiro. São diferentes pontos da Região Metropolitana do Rio em que a polícia precisa intervir que uma facção criminosa se apodere da outra e nos leve a essa ordem de violência. São operações tensas [...] No Complexo da Alma, tivemos esses três fuzis e quatro criminosos presos. É um trabalho incessante para impedir que os marginais se aproveitem dessas janelas de oportunidade que a pandemia trouxe para eles, para que pudessem expandir suas áreas", disse o Major.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: