top of page
banner natal 450 anos niteroi 728x90 TODAPALAVRA.jpg

Operação Mute retira mais de 1 mil celulares de presídios no país


(Foto: Divulgação/Senappen/MJSP)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, anunciou nessa terça-feira (31) o resultado de uma operação inédita contra o crime organizado, realizada em 68 penitenciárias pela Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen). A ação, batizada de Operação Mute, apreendeu nada menos que 1.166 aparelhos celulares usados para comunicação ilícita no interior de presídios em todo o país.


A operação teve início em 16 de outubro e encerrou-se em 27 de outubro, envolvendo a participação de mais de três mil policiais penais, entre federais e estaduais, em 26 estados brasileiros. De acordo com o balanço apresentado, durante a ação, foram revistadas 2.684 celas das 68 penitenciárias. Além dos celulares, foram apreendidos também um revólver, armas brancas e substâncias análogas a entorpecentes.


Segundo o ministro, o objetivo da operação foi interromper a comunicação ilícita no interior dos presídios, essencial para enfraquecer as redes de atuação do crime organizado.


"Lembramos o grande potencial que cada celular apreendido significa no enfraquecimento das redes de atuação do crime organizado, uma vez que essa comunicação externa é vital à manutenção da cadeia de comando das facções. Então, quando nós apreendemos, num período curto, 1.166 celulares, isso significa que também é uma diretriz perene, permanente”, enfatizou Flávio Dino.


Durante as ações, o passo inicial foi interromper a comunicação por meio de tecnologia que bloqueia o sinal. Em seguida, ocorreram buscas aos aparelhos por meio de revistas em pavilhões e celas.

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner natal 450 anos niteroi 300x250 - TODAPALAVRA.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page