Ovos de Páscoa estão 40% mais caros, diz pesquisa

Atualizado: 26 de mar.


(Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Os ovos de Páscoa estão até 40% mais caros em relação a 2021, segundo pesquisa realizada pela Associação Paulista de Supermercados (Apas), divulgada nesta sexta-feira (25).

De acordo com a entidade, parte dos supermercados está mudando a configuração das ofertas para a data, reservando espaços menores para as parreiras de ovos de chocolate.

Devido à alta de preços, ganharam mais espaço os produtos menores, como os ovos de 250 gramas, além de maior disponibilização de chocolates e bombons.

“Em um setor competitivo como o supermercadista, sai na frente aquele que consegue negociar os melhores preços com os produtores, fornecedores e a indústria de modo geral. Essa capacidade de negociar, aliada ao mix de marcas e produtos disponíveis ao consumidor, reduz o impacto da inflação no bolso do consumidor”, destacou o presidente da Apas, Ronaldo dos Santos.

Apesar da alta nos preços dos ovos de Páscoa, a entidade ressalva que os demais produtos relacionados à data, que já estão com preços nas alturas, como bacalhau, chocolate, vinho, massa fresca, pescada e bombons, tendem a apresentar menor aceleração de preços ou mesmo, em alguns casos, uma leve redução.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg