Padre Júlio critica PM por impedir doação de comida na cracolândia

Atualizado: 10 de ago. de 2021

A Polícia Militar de São Paulo tentou impedir no último sábado (7/8), uma ação realizada pela Comissão Pastoral de Rua da Arquidiocese paulista, de distribuição de alimentos a dependentes químicos, no local conhecido como 'cracolândia', no bairro da Luz. A ação ocorreu depois de uma manifestação da deputada Janaína Pascoal nas redes sociais, de cunho higienista, defendendo que "alimentos na Cracolândia só ajudam o crime".

Reprodução

"As pessoas que moram e trabalham naquela região já não aguentam mais. O Padre e os voluntários ajudariam se convencessem seus assistidos a se tratarem e irem para os abrigos. A distribuição de alimentos na Cracolândia só ajuda o crime. O tema precisa ser debatido com honestidade", postou Janaína, causando revolta na Internet.


Padre Júlio é conhecido por ajudar pessoas em situação de rua e seu trabalho pelos pobres tem incomodado os setores conservadores e elitistas da sociedade. Depois do ataque de Janaína Pascoal ao trabalho social de Lancelotti, o assunto virou debate no Twitter e provocou uma onda de solidariedade através de doações para a obra dele.


Durante a homilia deste domingo, Padre Júlio fez um emocionante discurso, lembrando a importância da caridade, mas sem deixar de apontar os interesses políticos, econômicos e imobiliários que estão por trás do total descaso do estado em relação aos dependentes químicos do bairro da Luz. E postou um vídeo no Instagram. Assista:




300x250px.gif
728x90px.gif