Paes prevê iniciar vacinação no Rio em 20 de janeiro


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), disse neste domingo (3) que a capital fluminense vai seguir o cronograma do Plano Nacional de Imunização (PNI) e prevê a vacinação de 2,6 milhões de pessoas dos grupos prioritários já a partir do dia 20 de janeiro. Ao contrário do que já ocorre em mais de 40 países, porém, nenhuma vacina foi aprovada ou autorizada pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) até o momento para ser utilizada na população.

Paes disse estar informado que o anúncio oficial do cronograma do governo federal deverá ser feito nesta segunda-feira (4) pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

"Amanhã, o ministro Pazuello vai anunciar as datas do PNI. Eu ouvi até uma especulação que vai ser dia 20 de janeiro, que seria uma grande homenagem a São Sebastião, que é padroeiro da nossa cidade", comentou o prefeito.

O prefeito fez um breve pronunciamento ao lado do governador em exercício Cláudio Castro (PSC), no Palácio da Cidade, uma das sedes do governo municipal.

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, declarou que ainda aguarda uma definição de data para comentar o início da imunização na cidade.

"Com certeza nós começamos a vacinar este mês", declarou, salientando que a prefeitura já encomendou 50 milhões de seringas por R$ 0,17 a unidade: "Dessas, 8 milhões já chegaram e estamos para receber mais 8 milhões", disse.

A cidade do Rio de Janeiro espera vacinar 2,6 milhões de pessoas, o que corresponde a um terço da população. Pelo PNI, serão necessários 450 pontos de vacinação e 10,5 mil profissionais de saúde.

Os grupos prioritários são trabalhadores de saúde, pessoas com 75 anos ou mais, idosos em abrigos, asilos ou casas de repousos, indígenas e quilombolas.

Anvisa libera importação

A Anvisa anunciou neste domingo que autorizou a Fiocruz a importar do Reino Unido duas milhões de doses da vacina da farmacêutica AstraZeneca. O imunizante está em fase final de testes no Brasil e ainda precisa de aprovação e autorização da agência para ser produzido no país pela Bio-Manguinhos, da Fiocruz.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: