"Panelaço" no Grajaú em apoio à médica espancada


Médica Ticyana D'Azambujja recebeu flores e mensagens de apoio de amigos e vizinhos no Grajaú (Reprodução)

Moradores do Grajaú, na Zona Norte do Rio, fizeram uma manifestação nesta quarta-feira (3) em solidariedade à médica Ticyana D’Azambujja, que foi brutalmente espancada por vários homens e uma mulher no último sábado (30) após protestar contra o barulho de uma "Festa da Corona" ao lado de sua casa. Vizinhos e amigos de Ticyana promoveram um "panelaço" pacífico que foi marcado pelas redes sociais. Cartazes pediam justiça.

"Barbárie não se combate com barbárie. A gente combate com justiça. A gente não quer vingança, de jeito nenhum. A gente quer justiça", afirmou a médica.

Além das investigações que estão sendo realizadas pela 20a DP (Grajaú), as corregedorias da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros informaram que também instauraram inquéritos para apurar a participação de seus integrantes. Um dos agressores foi identificado como sendo o policial militar Luiz Eduardo Salgueiro, lotado no Batalhão de Choque da PM.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: