top of page

Papai Noel anima a criançada no Hospital Carlos Tortelly

O Hospital Municipal Carlos Tortelly (HMCT), no Centro, realizou nesta quinta-feira (15/12), às 10h, a tradicional confraternização de Natal para as crianças e adolescentes que recebem atendimento na enfermaria de Aids. O hospital é referência no tratamento das crianças com vírus HIV positivo. Ao todo 38 crianças participaram da festa.

Divulgação

Diversas atividades animadas voltadas aos pequenos marcaram esta manhã. Pintura, brincadeira com bola, exibição de filmes de Natal e lanchinhos. Além disso, a estrela do dia, o papai Noel, distribuiu abraços e presentes para a felicidade da garotada.


A professora aposentada, Rosane Trindade Mariano, de 63 anos, mãe do Davi, de 11 anos, elogiou o trabalho desempenhado pelas equipes do hospital.


“Meu filho é atendido aqui no hospital desde pequeno e eu só tenho a agradecer pela assistência que recebemos. O atendimento é excelente, toda a equipe é atenciosa e gentil, além da boa organização do serviço, que é muito satisfatório. O Davi ficou entusiasmado com a festa, com os presentes e a animação. E eu considero essa medida ótima, pois tira as crianças um pouco do clima de hospital”, contou Rosane.


A coordenadora do Serviço de Assistência Social, Marilu Gonçalves, falou como essas ações são importantes.


“Desenvolver esse tipo de confraternização é fundamental para proporcionar acolhimento, aumentando o vínculo dos profissionais com as crianças e suas famílias”, explica Marilu.


De acordo com o diretor geral do HMCT, Ubiratan Moreira Ramos, 41 crianças recebem acompanhamento ambulatorial no hospital.


“Todas as crianças são atendidas por uma equipe formada por médico infecto-pediatra, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicóloga, fisioterapeuta e nutricionista. Realizações como a confraternização de Natal proporcionam um momento de alegria e bem-estar dentro de uma unidade hospitalar e isso é muito importante para os pacientes e seus familiares, além dos profissionais de saúde”, destacou.


Cada criança recebeu um kit com roupa, calçado, brinquedo e chocolate, além de uma cesta básica.

Divulgação

Atendimento


Em Niterói, pessoas portadoras de HIV/Aids contam com ampla assistência e tratamento. O HMCT é a unidade referência para internação de adultos. O local possui uma enfermaria exclusiva com médico infectologista de plantão 24 horas e oferece atendimento ambulatorial para adultos, crianças e adolescentes. Já a internação de crianças e adolescentes são encaminhadas para o Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, o Getulinho.


O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, falou sobre a assistência oferecida pelo município.


“Em Niterói, pessoas portadoras de HIV/Aids contam com assistência e tratamento nas unidades de saúde que possuem o Serviço de Atenção Especializado (SAE), bem como cuidados de acolhimento e ações de prevenção. Além disso, o teste rápido é gratuito e está disponível em toda a rede básica de saúde”, conta ele.


Para atendimento ambulatorial de adultos, a população soropositiva conta com a Policlínica Regional Sérgio Arouca, Policlínica Regional do Barreto, Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva, Policlínica Regional da Engenhoca, Policlínica Regional do Fonseca e Hospital Azevedo Lima (HEAL) realizam atendimento apenas do público adulto.


Já a Policlínica Regional do Largo da Batalha, Regional de Itaipu e o Hospital Universitário Antônio Pedro atende também crianças e adolescentes. Gestantes HIV positivo têm atendimento em qualquer um dos SAE existentes, caso haja existência de risco obstétrico causado por outros agravos à saúde das gestantes, elas poderão ser encaminhadas para a Policlínica de Especialidades da Saúde da Mulher Malu Sampaio.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250px.gif
728x90px.gif