top of page

Parada do Orgulho LGBTI+ volta a Copacabana


(Reprodução)

Após dois anos ocorrendo virtualmente, devido à pandemia da covid-19, a Parada do Orgulho LGBTI+ Rio ocorreu neste domingo (27), na Praia de Copacabana, com o tema "Coragem pra ser feliz".


Realizada há 27 anos e organizada pela ONG Grupo Arco-Íris, a Parada do Orgulho LGBTI+ Rio 2022 contou com dez trios elétricos e com alas temáticas que reforçam a importância da preservação da Amazônia e do meio ambiente e homenagem às vítimas da covid-19.


Segundo os organizadores, a marcha reuniu diferentes grupos discriminados, como pessoas LGBTI+, negras, mulheres, povos originários, entre outros, com o objetivo de reforçar a luta por um Brasil igualitário.


“Esta é a parada do renascimento após um período de dor e perdas em razão da covid-19 e especialmente pelo aumento do discurso de ódio em parte da sociedade contra nossa comunidade LGBTI+ e do nosso renascimento como cidadãos de direitos”, disse Cláudio Nascimento, presidente do Grupo Arco-Íris e coordenador geral da Parada do Orgulho LGBTI+ Rio 2022.


“Sabemos que retomar o caminho para o respeito às nossas identidades exigirá coragem para romper com os últimos anos de conservadorismo e com a tentativa de fazer o ódio imperar. Somos sempre pelo afeto e pelo diálogo. Porque, no final, o amor venceu e sempre vencerá”, acrescentou Nascimento.


Para demarcar as reivindicações da comunidade LGBTI+ foi divulgada a Carta Por Um Brasil sem LGBTIfobia, endereçada ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, com propostas de políticas públicas nos campos da segurança, saúde, educação, trabalho e renda, cultura, esporte e lazer, turismo, assistência social e direitos humanos.

300x250px.gif
728x90px.gif
bottom of page
<