Pazuello volta ao governo como secretário de Bolsonaro


(Carolina Antunes/PR)

Pressionado por um processo administrativo no Exército, o general da ativa e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi nomeado nesta terça-feira (1º) pelo presidente Jair Bolsonaro como novo secretário de Estudos Estratégicos da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. O ato foi publicado em edição extra do "Diário Oficial da União".

A volta de Pazuello ao governo acontece pouco mais de dois meses após sua demissão do Ministério da Saúde e num momento em que se vê como pivô de uma nova crise militar, que se iniciou com sua participação em ato político a favor do governo federal. O regimento militar proíbe manifestação política por parte de militares, e é por isso que ele está respondendo a procedimento administrativo e pode ser punido.

No foco da CPI da Covid, Pazuello foi acusado por senadores de blindar Bolsonaro em seu depoimento.

A portaria que nomeou Pazuello como secretário da Presidência foi assinada pelo ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. Pazuello passa a ser subordinado ao almirante Flávio Rocha, atual secretário de Assuntos Estratégicos do governo.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg