PDT pede investigação de Jordy no "gabinete do ódio"


Captura de tela do vídeo reproduzido pelo jornal O Globo, onde Jordy fala em "equipe do mal" e "dossiês"

O deputado federal Chico D`Angelo (PDT) enviou um pedido ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, para incluir o também deputado Carlos Jordy (PSL) nas investigações sobre o gabinete do ódio com base em uma conversa dele com o delegado aposentado Antônio Rayol, pré-candidato do Podemos à prefeitura de Niterói, vazada após a transmissão de uma live.

O vídeo, que viralizou na internet, mostra que, após a live, a câmera continuou ligada, captando áudio e imagem enquanto eles conversavam descontraidamente, fazendo comentários sobre a transmissão. O streeming continuou com um diálogo em que eles falam em "equipe do mal" e "dossiês), conforme pode ser visto no vídeo que o jornal O Globo disponibiliza.

Jordy tentou se transferir para o Aliança pelo Brasil, partido criado por Jair Bolsonaro, mas como o partido ainda não está formalizado ele permanece no PSL. Porém, anunciou que não disputará a prefeitura de Niterói neste ano, apoiando a candidatura de Antônio Rayol.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif