Pesquisa: Lula lidera com folga e Bolsonaro tem rejeição recorde

Atualizado: 11 de nov. de 2021


(Foto: Ricardo Stuckert)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera com folga as intenções de voto para a Presidência da República em 2022, com 48% contra 21% do presidente Jair Bolsonaro, aponta pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (10). Se a eleição fosse hoje, Lula poderia vencer em primeiro turno, já que ele tem 56% dos votos válidos.

A pesquisa aponta um empate técnico em terceiro lugar. O ex-juiz e ex-ministro do governo Bolsonaro, Sergio Moro, que se filiou nesta quarta-feira ao Podemos, aparece com 8%, seguido do líder do PDT, ex-ministro Ciro Gomes, com 6%. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) aparece com 2%; e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), 1%. Felipe d’Avila (Novo) não pontuou. Os votos brancos, nulos e indecisos totalizaram 14%.

Recorde negativo

A pesquisa mostra também um recorde negativo de Jair Bolsonaro, com a desaprovação do governo chegando a 56% - aumento de três pontos percentuais na comparação com o mês de outubro. A aprovação cai um ponto percentual e fica em 19% em novembro. Os que avaliam a gestão como regular somam 22%, queda de dois pontos percentuais. Ao todo, 3% não sabem ou não respondem, alta de 1 ponto percentual.

Bolsonaro tem maior reprovação entre as pessoas que ganham até dois salários mínimos (60%). Nesta faixa de renda, somente 15% aprovam a gestão, 22% a consideram regular e 4% sabem ou não respondem.

Entre as pessoas com renda de dois a cinco salários mínimos, 55% desaprovam a administração, 18% aprovam, 23% consideram regular e 4% não sabem responder.

Ainda de acordo com a pesquisa, 51% dos eleitores com renda superior a cinco salários mínimos não aprovam o governo, 26% aprovam, 21% acham regular e os eleitores que não sabem ou não respondem somam 1%.

Maior rejeição no Nordeste

Bolsonaro tem maior índice de reprovação na Região Nordeste (60%), onde apenas 16% aprovam a gestão e 21% avaliam como regular. Ao todo 3% não sabem ou não respondem.

A segunda maior taxa de reprovação está na Região Norte (59%), onde 18% aprovam a administração, 20% avaliam como regular e 3% não sabem ou não respondem.

Nos quatro estados do Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo), a reprovação atinge 54%. Na região, 20% apoiam o governo, 22% acham regular e 4% não sabem ou não respondem.

O Sul tem a mesma taxa da reprovação do Sudeste. Entre os três estados (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), 19% aprovam, 24% avaliam como regular e 4% não sabem ou não respondem.

No Centro-Oeste, Bolsonaro também alcança uma reprovação de 54%. Na região, 20% apoiam a administração dele, 22% consideram regular e 3% não sabem ou não respondem.

Segundo cenário

Em um segundo cenário da pesquisa, com o governador gaúcho Eduardo Leite candidato, Lula também lidera com 47%, seguido por Bolsonaro (21%). Em seguida, empatados tecnicamente, estão Sergio Moro (8%) e Ciro Gomes (7%); Rodrigo Pacheco e Eduardo Leite tem 1%. Felipe d’Avila não pontuou. Os votos brancos, nulos e indecisos também somaram 14% do eleitorado.

Lula lidera as intenções de voto contra Bolsonaro em todas as regiões do país com uma distância de 47% no Nordeste e 8% no Centro-Oeste, região que registra a menor diferença.

No levantamento espontâneo, 49% dos entrevistados afirmam estarem indecisos. O ex-presidente Lula registra 29% das intenções de voto, 7 pontos percentuais a mais do que o apontado no levantamento anterior, realizado em outubro. Jair Bolsonaro caiu um ponto e aparece com 16%.

Segundo turno

Lula também venceria todos os demais postulantes em um eventual segundo turno. No primeiro cenário, com 57% das intenções de voto, contra 27% de Bolsonaro. Caso disputasse com Moro, Lula teria 57% das intenções de voto, contra 22% do ex-juiz.

A pesquisa ouviu 2.063 entrevistados entre os dias 3 e 6 de novembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg