Pesquisas: medo do vírus e crise econômica dividem a população


O desempenho pessoal do presidente Bolsonaro foi desaprovado por 55,4% da população

Pesquisa da CNT/MDA, divulgada hoje (12), mostra a população brasileira dividida entre os que aprovam (51,7%) e os que desaprovam (42,3%) o governo Jair Bolsonaro no combate à pandemia, evidenciando o desespero que passa grande parte da população com a perda de empregos e de salários. Faz parte desse grupo de desesperados os milhões de brasileiros que não conseguem auxílio emergencial do governo ou dos patrões.

De acordo com uma outra pesquisa, divulgada semana passada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), pelo menos 40% dos brasileiros já perderam total ou parcialmente a renda mensal e 77% tem medo de perder o emprego. Cerca de 97 milhões de pessoas já solicitaram o auxílio emergencial de R$ 600. Desses, segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, 50,5 milhões foram considerados “inelegíveis” para receber o benefício e outros 30 milhões continuam em análise pelo governo.

A avaliação positiva do governo Jair Bolsonaro oscilou negativamente de 34,5% para 32%, segundo a pesquisa. Já a avaliação negativa do governo disparou, de 31% para 43,4%.

Quanto ao desempenho pessoal do presidente, 55,4% dos entrevistados o desaprovam; outros 39,2% aprovam. Em janeiro, a aprovação de Bolsonaro era de 47,8%. A desaprovação era de 47%.

Foram feitas 2.002 entrevistas por telefone, entre 7 e 10 de maio, com pessoas de 494 municípios, de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: