PF aponta fraude milionária na importação de cavalos de salto


(Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (12) uma operação para reprimir crimes contra o sistema financeiro nacional através de importação de cavalos de competição de forma subfaturada. Os investigados são suspeitos de realizar as operações ilegais de câmbio e evasão de divisa por meio do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

Chamada de "Operação Ferradura", a ação decorre de uma fase da "Sangue Impuro", que foi deflagrada em julho de 2018. Na época, foi descoberto que muitos cavalos importados disputaram competições internacionais e tinham preço superior a 100 mil euros (cerca de R$ 500 mil) cada, mas eram declarados à Receita Federal por valores bem menores, geralmente entre 1,5 mil (R$ 7,5 mil) e 8 mil euros (R$ 40 mil) cada. Na ocasião, os agentes cumpriram dois mandados de prisão; uma das pessoas investigadas era competidora de provas de hipismo.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com a PF, foram apreendidos na capital paulista R$ 201 mil, US$ 7,6 mil e € 4,7 mil em notas, além de um cheque de R$ 1,4 milhão. Relógios não originais foram recolhidos, mas não apreendidos. Os nomes das pessoas investigadas não foram divulgados.

As penas previstas para os crimes investigados somadas podem chegar a dez anos de prisão.


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg