PF diz ao STF que vai tomar depoimento de Bolsonaro


A Polícia Federal (PF) enviou um documento ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) informando sobre a necessidade do presidente Jair Bolsonaro prestar depoimento sobre as acusações do ex-ministro Sergio Moro, e pediu prorrogação por 30 dias da investigação sobre as denúncias.

O inquérito investiga as acusações do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que, ao pedir demissão do cargo, disse que o presidente Jair Bolsonaro havia interferido na Polícia Federal, cobrando a troca do comando da instituição no Rio de Janeiro.

"Para a adequada instrução das investigações, mostra-se necessária a realização da oitiva do Presidente da República Jair Messias Bolsonaro a respeito dos fatos apurados", afirmou a Polícia Federal.

Em pedido de prorrogação do inquérito, a PF também informou que certas diligências estavam pendentes, inclusive o "exame de edições dos arquivos do vídeo da reunião ministerial, a análise das mensagens do telefone celular de Sergio Moro".

Na semana passada foi tornado público o vídeo da reunião ministerial de 22 abril, citada por Sergio Moro como uma comprovação da tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: