top of page

PF intima Bolsonaro a depor em investigação sobre golpe


O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi intimado pela Polícia Federal (PF) a depor diante das suspeitas de ter participado na organização de um golpe de Estado. A informação foi confirmada pelo seu advogado Paulo Cunha Bueno.


De acordo com informações do g1, o depoimento de Bolsonaro vai acontecer na próxima quinta-feira (22).


No último dia 8, durante a Operação Tempus Veritatis (Hora da Verdade), a PF já havia prendido e executado mandados de busca contra aliados militares e civis do ex-presidente. No mesmo dia, Bolsonaro foi ordenado a entregar seu passaporte para não fugir do país.


A investigação da PF descobriu diversos elementos, incluindo um vídeo de uma reunião na qual Bolsonaro disse a ministros que não poderiam esperar o resultado da eleição para agir. O vídeo, encontrado pelos investigadores, foi gravado pelo ex-ajudante-de-ordens de Jair Bolsonaro e estava arquivado no celular dele apreendido.


Durante a operação Hora da Verdade, a PF também encontrou, no gabinete de Bolsonaro na sede do PL, um documento com conteúdo golpista que anunciaria a decretação de um estado de sítio e a imposição da garantia da lei e da ordem no país, que, de acordo com a investigação, serviriam para instrumentalizar a anulação da eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e decretar a prisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes.


Outro indício, segundo a PF, seria Bolsonaro, ao final de seu mandato, ter transferido para os Estados Unidos todos os seus bens e recursos financeiros. De acordo com autoridades, isso evidencia a orquestração de um plano B, no qual Bolsonaro permaneceria nos EUA enquanto sua tentativa de golpe estivesse em andamento.


No entanto, a defesa dele nega qualquer envolvimento em planos golpistas. Os advogados também estão trabalhando em uma petição visando adiar o depoimento.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page