PF investiga novo foco de corrupção no governo Bolsonaro


(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em meio aos escândalos de corrupção no Ministério da Educação e de assédio sexual na Caixa Econômica Federal, o governo Jair Bolsonaro (PL) tem um novo problema com que se preocupar. A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar superfaturamento nos gastos do governo com propaganda. A investigação foi instaurada a partir de uma representação feita pelo deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) e pelo senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) ao Ministério Público Federal em outubro do ano passado. A informação é da Veja.

Os parlamentares identificaram gastos milionários para a produção de vídeos por empresas contratadas pelo governo federal.

De acordo com o deputado Elias Vaz, "as irregularidades vão desde a cobrança de serviços que não foram prestados, passam por altos salários e número elevado de profissionais, equipamentos pagos e que não foram utilizados e o pagamento de valores muito acima dos de mercado".

"É dinheiro público usado de forma indevida, enquanto o povo sofre para colocar comida na mesa. O correto seria que os responsáveis devolvessem os recursos para os cofres públicos", afirmou.

Nesta quarta-feira (29), o presidente Bolsonaro mudou seu discurso sobre corrupção no seu governo, e agora disse que não há "corrupção endêmica" no governo.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif