top of page

PF mira empresários do RJ por dívida de R$ 5 bilhões e apreende até iate


Iate avaliado em R$ 14 milhões apreendido pela Polícia Federal (Reprodução)

A Polícia Federal e a Receita Federal iniciaram uma operação nesta quarta-feira (18) para cumprir dez mandados de busca e apreensão contra um grupo de empresários do Rio de Janeiro suspeitos de dever mais de R$ 5 bilhões em impostos à União. Além dos mandados, a 2ª Vara Federal Criminal do Rio determinou o bloqueio judicial de diversos bens, como imóveis, carros de luxo, lanchas e até um iate avaliado em R$ 14 milhões.


A operação conjunta está sendo realizada em endereços nos bairros de Campo Grande e Barra da Tijuca, além de Duque de Caxias e Angra dos Reis.


Segundo a PF, uma apuração da Receita detectou que um grupo de empresários criou mais de 50 empresas, a maioria “fantasmas”, apenas para burlar o pagamento de impostos federais. Os investigados supostamente produzem insumos para a indústria a partir da reciclagem de metais, como alumínio.


Ainda de acordo com a PF, esses empresários também usavam “laranjas” (pessoas usadas para ocultar os verdadeiros proprietários de algum empreendimento) para que não fossem responsabilizados pelas dívidas.

Lancha apreendida na Operação Sucata (Reprodução)

Todos os bens do grupo empresarial foram bloqueados, a pedido da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, para garantir o pagamento da dívida tributária. Entre os bens estão mais de 40 imóveis, avaliados em cerca de R$ 38 milhões; mais de 120 veículos; incluindo carros de luxo; um iate avaliado em R$ 14 milhões; e dinheiro depositado em contas bancárias pertencentes aos envolvidos.


Os empresários alvos da ação desta quarta-feira, chamada de Operação Sucata, são acusados de sonegação de impostos, associação criminosa, estelionato e lavagem de dinheiro.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page