Pfizer anuncia vacina 90% eficaz contra Covid-19


(Reprodução)

O laboratório norte-americano Pfizer, mais conhecido no mundo pela produção do Viagra, e a farmacêutica alemã BioNTech informaram que a vacina contra Covid-19, que ambos desenvolvem em parceria, teve êxito de 90% na 3ª fase de testes clínicos. Espera-se que o registro da vacina ocorra ainda em novembro e 50 milhões de doses sejam produzidas ainda neste período.

O CEO da BioNTech acredita que o efeito de imunização da vacina BNT162b2 contra Covid-19 durará ao menos um ano, embora nada esteja confirmado ainda.

A empresa norte-americana publicou o resultado estimado dos testes clínicos do novo medicamento. Segundo os dados, após a vacinação o risco de ser contaminado pelo coronavírus é 90% menor.

"A vacina candidata mostrou uma eficácia de mais de 90% na prevenção contra a Covid-19 [...] de acordo com as análises intermediárias de eficácia", afirmou a empresa.

Um total de 43.538 voluntários participaram dos testes do imunizante, distribuídos entre seis países, incluindo Estados Unidos e Brasil. Desses, 38.955 já haviam recebido uma segunda dose da vacina até o dia 8 de novembro.

Os estudos anunciados ainda não foram revisados por outros cientistas, etapa necessária para que sejam publicados em revista científica. A Pfizer disse que essas etapas vão ocorrer assim que todos os resultados ficarem disponíveis.

As empresas também informaram que, até agora, não encontraram nenhuma preocupação séria de segurança da vacina.

De acordo com o que já havia anunciado a FDA, agência regulatória dos Estados Unidos, qualquer vacina deve comprovar 50% de eficácia antes de ser liberada.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg