top of page

Piloto incendeia avião e foge após ser perseguido por jatos da FAB


(Foto: FAB/Divulgação)

Um piloto incendiou o próprio avião – modelo PA-28 – depois que pousou a aeronave em uma pista da cidade de Tuneiras do Oeste, no interior do Paraná. O piloto estava sendo perseguido por jatos da Força Aérea Brasileira (FAB) modelos A-29 Super Tucano e radar E-99.


As aeronaves de defesa aérea foram empregadas para monitorar o avião após uma ação considerada "suspeita", uma vez que o piloto havia entrado no espaço aéreo sem autorização e plano de voo, de acordo com a FAB.

"Os pilotos de defesa aérea seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro. Nesse momento, a aeronave foi classificada como suspeita, conforme previsto no Decreto 5.144, de 16 de julho de 2004", afirmou a força.


A atuação da FAB aconteceu no âmbito da Operação Ágata Conjunta Sul, voltada ao combate a crimes transfronteiriços. Na região desde o dia 1º de julho, a operação é desencadeada na região Sul do Brasil - Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


"A iniciativa tem como objetivo a realização de ações preventivas e repressivas, na fronteira terrestre e marítima, contra delitos transfronteiriços e ambientais em coordenação com órgãos de segurança e de fiscalização federais e estaduais", explicou a FAB.


O piloto que ateou fogo no avião fugiu antes da chegada de policiais à pista. A Polícia Federal investigará o caso.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page